Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

22 Outubro de 2018 | 17h39 - Actualizado em 22 Outubro de 2018 | 17h38

ERCA pode assumir presidência da PER

Luanda - A Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA) deverá assumir a presidência rotativa da Plataforma das Entidades Reguladoras da Comunicação Social e Territórios de Língua Portuguesa (PER), durante o VII encontro deste organismo que decorre na capital angolana.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Presidente em exercício da PER, Tomás Ferreira Mário

Foto: Clemente dos Santos

Presidente do Conselho Directivo da ERCA, Adelino de Almeida

Foto: Clemente dos Santos

O VII encontro da PER é organizado pela ERCA e pelo Ministério da Comunicação Social, enquanto membro da Plataforma.

O Ministério da Comunicação Social é membro da PER desde a sua fundação, em Lisboa, em 22 de Junho de 2009, enquanto a ERCA assume-se como sucessora do extinto Conselho Nacional de Comunicação Social (CNCS).

A adesão formal da ERCA à PER vai ocorrer neste encontro de Luanda, que analisa assuntos de Regulação, Média e Género, informou esta segunda-feira, em Luanda, o presidente do organismo angolano, Adelino de Almeida.

Segundo Adelino de Almeida, o encontro de Luanda constitui uma oportunidade para colherem experiência dos outros países, da comunidade e de categorizados especialistas, no âmbito das três palestras programadas, nomeadamente sobre comunicação, liberdade e regulação, a mulher e os media e telecomunicações, a par da Assembleia Geral da Plataforma, que se realiza na terça-feira.

Já o presidente em exercício da Plataforma das Entidades Reguladoras da Comunicação Social e Territórios de Língua Portuguesa (PER), o moçambicano Tomás Ferreira Mário, espera que Angola assuma a presidência deste organismo.

Notou que o encontro de Luanda vai reforçar os laços de amizade e fraternidade que unem os países membros da PER.

Disse ser necessário que os médias sejam orientados para serem mais equilibrados e profissionais no seu trabalho.

Por outro lado, Francisco Azevedo, do secretariado Permanente da PER, disse que o mundo enfrenta uma multiplicidade de novas questões suscitadas pela massificação e sofisticação do uso da internet e as respectivas redes sociais.

“Essa é uma realidade que já não nos podemos abstrair quando falamos de regulação, média e género”, disse.

A PER – Plataforma das Entidades Reguladoras da Comunicação Social dos Países e Territórios de Língua Portuguesa foi constituída aos 22 de Outubro de 2009, em Lisboa (Portugal) e tem como propósito ser um fórum de discussão e cooperação, de intercâmbio de informações e de investigação em matérias relativas à regulação da comunicação social.

Assuntos Angola   Política  

Leia também