Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

30 Outubro de 2018 | 19h05 - Actualizado em 30 Outubro de 2018 | 19h04

Executivo gasta cem mil milhões de dólares em infra-estruturas em 13 anos

Luanda - O Estado angolano investiu, de 2002 a 2015, cerca de 100 mil milhões de dólares em infra-estruturas sociais, informou esta terça-feira, em Luanda, o ministro da Economia e Planeamento, Pedro Luís da Fonseca.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro da Economia e Planeamento, Pedro Luís da Fonseca

Foto: Clemente dos Santos

Segundo o governante, apesar do investimento avultado em infra-estruturas, como estradas, caminhos-de-ferro, escolas, hospitais e pontes, não foi suficiente para que o país fosse guindado pelo índice de competitividade.

Por esta razão, disse que o Plano de Desenvolvimento Nacional (PND) 2018-2022, apresentado esta terça-feira, em Luanda, aos deputados da Assembleia Nacional, vem corrigir a sustentabilidade das infra-estruturas para que o país atinja o índice de competitividade nos próximos tempos.  

Lembrou que, em 2017, o índice de desenvolvimento humano foi de 0.58, o que remeteu para um país de rendimento médio.

No período de implementação deste programa (PND), notou que pretende-se que efectivamente ele venha a tomar uma trajectória descendente e alcançar cerca de 14%.

Fez saber que a situação financeira que o país vive obriga o Executivo a implementar um programa de estabilização macro económica como condição necessária para que o crescimento económico ocorra no país.

“Temos que ajustar às nossas despesas aos limites dos nossos recursos colectáveis, para permitir que o país possa rumar para estabilidade necessária, no sentido de promover o crescimento económico, enfatizou.

A seu ver, sem estabilidade económica não há investimento, nem nacional nem estrangeiro e, por isso, defende que a estabilidade económica é efectivamente um objectivo a alcançar.

Entende que não pode haver desenvolvimento económico sem que o país tenha infra-estruturas necessárias para suportar esse desenvolvimento económico.

Assuntos Angola   Executivo  

Leia também
  • 06/02/2019 16:39:19

    Íntegra do discurso do Presidente João Lourenço

    Luanda - Íntegra do discurso do Presidente da República, João Lourenço, pronunciado nesta quarta-feira, durante um almoço oficial oferecido ao homólogo italiano, Sergio Mattarella.

  • 06/02/2019 14:51:07

    PR quer mais investimento italiano

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, reafirmou nesta quarta-feira, em Luanda, a importância de Angola e a Itália diversificarem os investimentos e a cooperação bilateral, que se restringe aos sectores da saúde, agricultura, educação, transportes, petróleos e da defesa.

  • 06/02/2019 03:02:01

    Presidente italiano inicia programa de visita a Angola

    Luanda - O Presidente da Itália, Sergio Mattarella, inicia hoje, quarta-feira, o programa de visita a Angola com um encontro à porta fechada como o seu homólogo angolano, João Lourenço.

  • 06/02/2019 00:00:51

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos: