Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Janeiro de 2019 | 13h07 - Actualizado em 10 Janeiro de 2019 | 14h55

FAA redobram vigilância na fronteira norte

Cabinda - As Forças Armadas Angolanas (FAA) redobraram a vigilância na fronteira entre a província de Cabinda e a República Democrática do Congo (RDC), tendo em conta o processo eleitoral no país vizinho, cujos resultados provisórios dão vitória ao candidato Felix Tshisekedi.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Chefe do Estado-Maior-General das FAA, Egídio de Sousa Santos (arquivo)

Foto: Gaspar dos Santos

Segundo o chefe do Estado-Maior-General das FAA, Egídio de Sousa Santos, trata-se de uma situação normal. “Temos uma atenção especial para as tropas em Cabinda e não só.

A medida visa conferir maior segurança à população da região, afirmou à imprensa, nesta quinta-feira, o oficial superior no fim de uma visita de três dias a Região Militar Cabinda (RMC).

"A situação política militar é óptima. Visitamos unidades ao longo da fronteira. Está tudo calmo, estável e sem perturbações”, disse relativamente à RMC.

Sobre as informações veiculadas nas redes sociais que davam conta de um eventual ataque de elementos da guerrilha separatista Flec a tropas das FAA na comuna de Massabi, Egídio de Sousa Santos afirmou que são falsas.

Na região Militar Cabinda, prosseguiu o oficial superior, as FAA mantêm-se firmes na garantia da estabilidade política militar ao mesmo tempo que asseguram a livre circulação de pessoas e mercadorias.

No final da deslocação à província mais a norte do país, Egídio de Sousa Santos incentivou as FAA a manterem-se em prontidão em todos os pontos do país.

Assuntos Angola   FAA   Província » Cabinda  

Leia também