Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

08 Janeiro de 2019 | 17h06 - Actualizado em 09 Janeiro de 2019 | 07h15

Juiz denuncia indícios de perseguição a procuradores

Malanje - O juiz presidente do Tribunal Provincial de Malanje, Félix Sebastião, afirmou nesta terça-feira existir indícios de perseguição a alguns magistrados da Procuradoria-Geral da República (PGR) que na região investigam casos de corrupção, nepotismo e tráfico de influência.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O caso mais recente, segundo o juiz, ocorreu há oito dias. Foi um assalto a residência de uma procuradora. Da investida os assaltantes levaram documentos, telemóveis e um computador portátil.

Félix Sebastião, que falava no acto de abertura da IV Reunião da Comissão Provincial de Coordenação Judicial, sustentou que as perseguições podem estar a ser perpetradas por pessoas que suspeitam estar sob investigação em casos, sobretudo, de corrupção.

Daí que “tentam a todo custo apagar as provas”, frisou.

Diante disso e levando em conta que os magistrados continuam desprovidos de seguranças pessoais, o juiz alerta sobre o riscos de vida que os magistrados correm.

Estão vulneráveis, fundamentalmente, nesta fase em que as atenções estão viradas ao combate à corrupção, nepotismo e a outros males, frisou.

Segundo Félix Sebastião, se localmente não é possível resolver o problema (segurança pessoal dos magistrados) é necessário que se faça recurso às estruturas centrais, para evitar que o pior aconteça.

Não obstante a isso, Félix Sebastião pediu coragem aos procuradores na investigação contra quem quer que seja, tendo consciência de que as actividades que desenvolvem não agradarão a muitos, reiterando a observância dos princípios da presunção de inocência, direito ao bom nome, imagem e de personalidade.

A PGR em Malanje tem o registo de potenciais crimes de corrupção, nepotismo e tráfico de influência. Grandes partes destes processos encontram-se na fase final de investigação ou em segredo de justiça.   

Treze procuradores exercem a sua actividade na província de Malanje, estando distribuídos pelos municípios de Malanje, Calandula, Mucari e Cacuso.

Leia também
  • 05/02/2019 20:51:37

    Norberto Garcia é interrogado na quarta-feira

    Luanda - O réu Norberto Garcia, antigo director da Unidade Técnica para Investimento Privado (UTIP), vai ser interrogado esta quarta-feira durante a 9ª sessão de julgamento da Burla Tailandesa que decorre na 1ª Câmara Criminal do Tribunal Supremo.

  • 05/02/2019 05:43:18

    Pinda Simão enaltece sacrifício dos nacionalistas

    Uíge - O governador provincial do Uíge, Pinda Simão, enalteceu o empenho dos heróis de 04 de Fevereiro, que deram à sua vida e consentiram sacrifícios para o alcance da independência nacional.

  • 05/02/2019 00:46:39

    Município de Camacupa ganha novas infraestruturas sociais

    Camacupa - A população do município de Camacupa, província do Bié, ganhou novas infra-estruturas sociais, inauguradas segunda-feira no quadro das celebrações do Dia do início da Luta Armada.

  • 04/02/2019 16:37:21

    Inauguração de vários empreendimentos marca 53º aniversário do início da Luta Armada

    Camanongue - A inauguração de um Jango para os antigos combatentes e veteranos da pátria e do Centro Infantil Comunitário (CIC), hoje, segunda - feira, na sede municipal de Camanongue, pelo governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, marcou as comemorações do 53º aniversário do início da luta armada em Angola.