Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Janeiro de 2019 | 11h46 - Actualizado em 12 Janeiro de 2019 | 11h46

Unidades penitenciárias registam superlotação acima dos 60 por cento

Mbanza Kongo - As duas unidades penitenciárias (Nkiende e Mangue grande) existentes nos municípios de Mbanza Kongo e do Soyo, província do Zaire, registam, actualmente, uma superlotação na ordem dos 66 por cento, criando, deste modo, constrangimentos no seu funcionamento.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A constatação vem expressa no comunicado final da 4ª reunião da Comissão Provincial de Coordenação Judicial do Zaire realizada sexta-feira, em Mbanza Kongo, sob a orientação do juiz presidente do Tribunal local, Eugênio Domingos.

Segundo o documento a que a Angop teve acesso hoje (sábado), os dois estabelecimentos prisionais têm a capacidade de internar 470 reclusos, estando, presentemente, encarcerados nas duas unidades penitenciárias, 779 cidadãos entre nacionais e estrangeiros.

A necessidade da criação de condições para a construção na província de um centro de reeducação para o internamento de menores em conflito com a lei, assim como a instalação do sistema operativo de scanner nos postos fronteiriços da região, foram entre as recomendações saídas deste evento.

Os participantes recomendaram igualmente a criação de condições no hospital provincial do Zaire para a realização de testes de DNA, com objectivo de facilitar a resolução de casos de fuga à paternidade, visando tornar célere e credível a investigação de vários crimes.

Quanto à imigração ilegal, os membros da Comissão Provincial de Coordenação Judicial foram informados, que de Janeiro a Dezembro de 2018 foram expulsos pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), 1.128 cidadãos de nacionalidades diversas, dos quais 1.101 por decisão administrativa e 27 por medidas judiciais.

Foram recusados a entrar no território nacional por inobservância às normas migratórias, 470 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC).

Integram a Comissão Provincial de Coordenação Judicial do Zaire, entre outros sectores, Saúde, Interior, Família, Justiça e INAC (instituto nacional da criança).

Leia também
  • 30/01/2019 18:32:34

    SME recolhe estrangeiros em situação migratória ilegal

    Soyo - Duzentos e treze cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), que viviam ilegalmente no município do Soyo, província do Zaire, foram recolhidos e repatriados hoje, quarta-feira, pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) na região.

  • 29/01/2019 17:16:49

    SME expulsa estrangeiros por irregularidades migratórias

    Mbanza Kongo - Cinquenta e nove cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) foram expulsos nesta segunda-feira, pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) na província do Zaire, por entrada ilegal no território nacional.

  • 28/01/2019 12:52:38

    Primeira-Dama participa em evento de mulheres nos EUA

    Luanda - A primeira-dama de Angola, Ana Dias Lourenço, participa terça-feira (29), em Nova Iorque, numa discussão de alto nível sobre Igualdade do Género, reservado a mulheres líderes, numa iniciativa da presidente da 73ª Sessão da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas, María Fernanda Espinosa Garcés.

  • 25/01/2019 17:04:16

    Lunda Sul implementa Comité dos Direitos Humanos

    Saurimo - Um Comité dos Direitos Humanos, tutelado pela direcção provincial da Justiça, vai ser implementado em Fevereiro próximo, na província da Lunda Sul, leste do país.