Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

21 Janeiro de 2019 | 18h17 - Actualizado em 22 Janeiro de 2019 | 12h07

Vinte mil passaportes por levantar nos guichés do SME

Luanda - Pelo menos 20 mil passaportes estão por levantar nos guichês do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME), em todo o país, informou esta segunda-feira, à Angop, fonte do Ministério do Interior (Minint).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Passaportes

Foto: Luanda

O Estado angolano gastou AKZ 82 milhões e 500 mil com a produção desses documentos de viagens, ao preço de três mil kwanzas a cada cédula (preço da subvenção).

O preço para emissão de um passaporte ordinário, no âmbito das novas taxas para actos migratórios, passou de três mil para 30 mil e 500 kwanzas (AKZ).

A alteração surge na sequência do Decreto Presidencial 21/19, de 14 de Janeiro, que orienta o Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) a aplicar, a partir de hoje (segunda-feira), em todo o território nacional, novas taxas para os Actos Migratórios.

Em declarações à Angop, o Porta-voz do Minint, Valdemar José, explicou que o Estado angolano deixou de subvencionar o preço do passaporte e, com essa nova medida, passa a cobrar o valor real deste documento.

Deu a conhecer que o preço da produção desse documento ronda os 80 euros, correspondentes a 28 mil e 204 kwanzas.

As plataformas do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) estão a ser adequadas ao novo valor dos emolumentos.

Os novos valores vão de AKZ 1.200 (em actos como Autorização de Permanência e Visita à Navio e Passe a Terra) a AKZ 76 mil e 250 (como nos casos de vistos de Trabalho e Privilegiado).  

Desta feita, a emissão de um Passaporte Ordinário para cidadãos nacionais passa a ter uma taxa de AKZ 30 mil e 500, mesmo valor do Passaporte para Estrangeiros, enquanto a emissão de um Passaporte de Serviço custará AKZ 15 mil e 250.

As autoridades passarão a cobrar, para um visto de Estado, AKZ 45 mil e 250, de turismo (AKz 21 mil e 350), de turismo concedido na fronteira (AKz 36 mil e 600), prorrogação de visto de trabalho (AKz38 mil e 125), prorrogação de visto privilegiado (AKz 38 mil e 125), e visto de tratamento médico (AKz 15 mil e 250). Um cartão de residência permanente custará AKz 30 mil e 500.

Para os actos migratórios urgentes será adicionado 25 por cento do valor da taxa.

Doravante, os utentes deverão pagar estas novas taxas, em todos os postos do SME.

Em Cabinda, 201 passaportes ordinários dos 836 que a Direcção do SME emitiu no período de 2012 a 15 de Janeiro deste ano perderam validade sem serem levantados pelos utentes.

Nesse caso específico, o prejuízo causado ronda mais de 600 mil kwanzas.

Assuntos Angola   Polícia Nacional   SME  

Leia também
  • 05/02/2019 15:54:26

    PR prioriza cooperação com RDC

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, apontou hoje, terça-feira, como prioridades a cooperação nos domínios da segurança e economia com a República Democrática do Congo (RDC).

  • 05/02/2019 05:43:18

    Pinda Simão enaltece sacrifício dos nacionalistas

    Uíge - O governador provincial do Uíge, Pinda Simão, enalteceu o empenho dos heróis de 04 de Fevereiro, que deram à sua vida e consentiram sacrifícios para o alcance da independência nacional.

  • 04/02/2019 15:03:59

    Embaixador ressalta cooperação com a Itália

    Luanda - O embaixador de Angola na Itália, Florêncio de Almeida, considera que a visita de Estado do Presidente italiano ao país, a decorrer de 05 a 07 deste mês, constitui um sinal claro de profunda amizade e vai consolidar os laços históricos entre os dois Estados e povos.

  • 04/02/2019 13:49:13

    Félix Tshisekedi chega a Luanda terça-feira

    Luanda - O Presidente da República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, chega terça-feira (05) a Luanda, para uma visita oficial e de trabalho de algumas horas, a convite do seu homólogo angolano, João Lourenço.