Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

01 Fevereiro de 2019 | 21h30 - Actualizado em 01 Fevereiro de 2019 | 21h29

FAA apela à transmissão de conhecimento

Luanda - O chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas, Egídio de Sousa Santos, apelou hoje aos nacionalistas com conhecimento técnico e cientifico a transmitirem o seu legado às novas gerações, por forma a perspectivarem o futuro com a experiência do passado.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à Angop no final de uma palestra sobre o início da luta armada de libertação nacional, o oficial superior sublinhou a necessidade da preservação dos valores da pátria.

Quanto ao 04 de Fevereiro, data que marca o início da luta armada de libertação nacional, Egídio de Sousa Santos disse que foi um ponto de partida que culminou com a proclamação da independência nacional.

Cuando Cubango

Em Menongue, província do Cuando Cubango, a vice-governadora para o sector político, social e económico, Sara Luísa Mateus, afirmou que a data se converteu, também, num marco importante da luta dos africanos contra o jugo colonial.

Cuanza Norte

No Cuanza Norte, o governo provincial fez sair uma nota onde destacou à na bravura e o espírito de sacrifício dos heróis de 04 de Fevereiro.

Moxico


O chefe de Educação Patriótica da Região Militar Leste, Raimundo Viliambo, defendeu hoje, na cidade do Luena (Moxico), o reforço da consolidação da paz e da reconciliação nacional.
Segundo Raimundo Viliambo, esses valores constituem um compromisso permanente do povo angolano, por serem fundamentais no processo de desenvolvimento sócioeconómico do país.

O oficial, que falava durante uma palestra sobre “A importância do 4 de Fevereiro, realçou que o espírito patriótico dos angolanos deve estar reflectido na sua participação nas acções que visam o progresso sustentável e a unidade.

A 4 de Fevereiro de 1961 um grupo de angolanos desencadeou um ataque contra a cadeia de São Paulo e a Casa de Reclusão, em Luanda, dando início à Luta Armada que culminou com a proclamação da independência nacional, a 11 de Novembro de 1975.

Este ano o acto central alusivo à data acontece na província de Cabinda.

Leia também
  • 05/02/2019 15:54:26

    PR prioriza cooperação com RDC

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, apontou hoje, terça-feira, como prioridades a cooperação nos domínios da segurança e economia com a República Democrática do Congo (RDC).

  • 05/02/2019 05:43:18

    Pinda Simão enaltece sacrifício dos nacionalistas

    Uíge - O governador provincial do Uíge, Pinda Simão, enalteceu o empenho dos heróis de 04 de Fevereiro, que deram à sua vida e consentiram sacrifícios para o alcance da independência nacional.

  • 04/02/2019 16:37:21

    Inauguração de vários empreendimentos marca 53º aniversário do início da Luta Armada

    Camanongue - A inauguração de um Jango para os antigos combatentes e veteranos da pátria e do Centro Infantil Comunitário (CIC), hoje, segunda - feira, na sede municipal de Camanongue, pelo governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, marcou as comemorações do 53º aniversário do início da luta armada em Angola.

  • 04/02/2019 15:03:59

    Embaixador ressalta cooperação com a Itália

    Luanda - O embaixador de Angola na Itália, Florêncio de Almeida, considera que a visita de Estado do Presidente italiano ao país, a decorrer de 05 a 07 deste mês, constitui um sinal claro de profunda amizade e vai consolidar os laços históricos entre os dois Estados e povos.