Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

04 Fevereiro de 2019 | 15h03 - Actualizado em 06 Fevereiro de 2019 | 17h23

Embaixador ressalta cooperação com Itália

Luanda - O embaixador de Angola na Itália, Florêncio de Almeida, considera que a visita de Estado do Presidente italiano ao país, a decorrer de 05 a 07 deste mês, constitui um sinal claro de profunda amizade e vai consolidar os laços históricos entre os dois Estados e povos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Florêncio Mariano de Almeida, Embaixador de Angola na Itália

Foto: foto cedida

Segundo o diplomata, que falava recentemente à imprensa italiana, Angola espera contar com a contribuição da Itália para diversificar a sua economia e reduzir a dependência do petróleo.

Lembrou que a Itália apoiou sempre Angola nos momentos mais difíceis da sua História e foi o primeiro Estado da Europa Ocidental a reconhecer a sua independência.

Hoje, sublinhou, além das excelentes relações político-diplomáticas, os dois países trabalham para incrementar a cooperação económica em vários sectores.

Angola foi considerada recentemente um dos cinco melhores destinos em África para o investimento estrangeiro em 2019, pela consultora EXX Africa Business Risk Intelligence.

De acordo com o diplomata, "o momento é favorável para o empresariado italiano investir em Angola com oportunidades imediatas, vantajosas e competitivas nos sectores como a agricultura, turismo, indústria transformadora alimentar, têxtil e calçado, entre outros".

Afirmou que o grande objectivo do Governo é aumentar a produção nacional, tornar o sector empresarial privado mais forte e competitivo, promover as exportações do sector não petrolífero da economia e reduzir as importações dos bens essenciais de consumo.

Para tal, acrescentou, estão em curso acções para a melhoria do ambiente de negócios, para atrair o investimento privado nacional e estrangeiro.

"Defendemos uma economia mais diversificada, mais sustentada, mais competitiva e menos vulnerável", expressou.

O diplomata fez referência à nova lei do Investimento Privado, ao Visto do Investidor e à aprovação, pela primeira vez em Angola, da Lei da Concorrência,  que deu origem à Autoridade Reguladora da Concorrência, com a responsabilidade de prevenir situações de abuso de posição dominante e de promover e defender a sã concorrência.

Informou que, com vista a facilitar os negócios em Angola e dinamizar o desenvolvimento do turismo, o visto do investidor estrangeiro é um  instrumento que contribuirá significativamente para o aumento do investimento estrangeiro no país.

Em relação à corrupção, disse que têm sido dado passos firmes, para  moralizar a sociedade e minimizar os efeitos na gestão dos recursos do país.

A Itália reconheceu a independência de Angola no dia 18 de Fevereiro de 1976, e a 4 de Junho do mesmo ano estabeleceram-se as relações diplomáticas.

Desde então, acordos e protocolos de cooperação cultural, científica e tecnológica foram rubricados entre os dois países, e em Julho de 2013 entrou em vigor o

Acordo sobre Isenção Recíproca de Vistos de curta duração para passaportes diplomático e de serviço.

Mais, recentemente, foram assinados dois memorandos de entendimento sobre cooperação económica e financeira, e um instrumento jurídico sobre consultas políticas entre os ministérios dos Negócios Estrangeiros da Itália e o das Relações Exteriores de Angola.

Os dois memorandos sobre a cooperação económica e financeira servem de suporte às exportações italianas para Angola, nomeadamente a negociação de seguros e garantia de riscos destas vendas através da Sociedade de Seguro ao Crédito Externo de Itália (SACE), com objectivo de impulsionar o desenvolvimento da indústria e agricultura.

Matteo Renzi foi o primeiro chefe de um Governo italiano a visitar Angola, em Julho de 2014, seguido pelo sucessor Paolo Gentiloni, em Novembro de 2017.

O antigo Presidente José Eduardo dos Santos visitou a Itália em Julho de 2015.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 06/02/2019 16:39:19

    Íntegra do discurso do Presidente João Lourenço

    Luanda - Íntegra do discurso do Presidente da República, João Lourenço, pronunciado nesta quarta-feira, durante um almoço oficial oferecido ao homólogo italiano, Sergio Mattarella.

  • 06/02/2019 14:51:07

    PR quer mais investimento italiano

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, reafirmou nesta quarta-feira, em Luanda, a importância de Angola e a Itália diversificarem os investimentos e a cooperação bilateral, que se restringe aos sectores da saúde, agricultura, educação, transportes, petróleos e da defesa.

  • 06/02/2019 03:02:01

    Presidente italiano inicia programa de visita a Angola

    Luanda - O Presidente da Itália, Sergio Mattarella, inicia hoje, quarta-feira, o programa de visita a Angola com um encontro à porta fechada como o seu homólogo angolano, João Lourenço.

  • 06/02/2019 00:00:51

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos: