Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

09 Fevereiro de 2019 | 12h43 - Actualizado em 09 Fevereiro de 2019 | 12h44

Manuel Augusto em Addis Abeba para cimeira da UA

Addis Abeba (Dos enviados especiais) - O ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, chegou essa tarde em Addis Abeba, Etiópia para participar, em representação do Presidente da República, João Lourenço, na 32ª Cimeira Ordinária de Chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA), que arranca domingo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Manuel Augusto, Ministro das Relações Exteriores ( arq.)

Foto: Rosário dos Santos

A Cimeira 32ª Cimeira, a decorrer sob o tema “Ano dos Refugiados, retornados e deslocados internos: Soluções duráveis para o deslocamento forçado em África”, será presidida pelo Presidente do Egipto, Abdel Fattah Al-Sisi, que assume a presidência rotativa da organização, a partir deste domingo (10).

A reunião das lideranças africanas será marcada pela análise das mais importantes questões da actualidade, como a implementação da decisão da reforma da organização, as eleições realizadas em 2018 no continente, a integração regional, a situação de paz e segurança, a situação humanitária e a análise do orçamento para 2019.

Durante a sessão, o Presidente do Rwanda, Paul Kagame, que cessará as suas funções enquanto líder da organização continental, deverá apresentar um relatório sobre o processo de reformas em curso na instituição, como resultado da 11ª Sessão Extraordinária da Cimeira dos Chefes de Estado sobre reformas, realizada de 17 a 18 de Novembro de 2018.

Na sessão, o presidente da comissão da União Africana deve apresentar um relatório sobre a situação de paz e segurança em África e as acções empreendidas pela organização relativas a matéria em 2018.

A situação de crises no continente, sobretudo em países como a RDCongo, RCA, Líbia, Sudão, Sudão do Sul, Burundi, Somália, e informações actualizadas sobre a implementação do roteiro mestre para silenciar as armas até 2020, bem como os processos eleitorais realizados em 2018 na RDCongo, Serra Leoa, Camarões e São Tome e Príncipe , também farão parte do relatório de paz e segurança. 

A Cimeira abordará também a questão do combate ao terrorismo e ao extremismo violento em África.
 

Além do ministro Manuel Augusto, encontram-se  em Addis Abeba a ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, o secretário do Estado das Relações Exteriores, Tete António e outros responsáveis do Mirex.

Assuntos Diplomacia   União Africana  

Leia também
  • 08/02/2019 21:26:55

    Despesas da Bienal de Luanda serão comparticipadas

    Addis Abeba (Dos enviados especiais) - As despesas inerentes à realização da 1ª edição da Bienal de Luanda, um fórum pana-africano de promoção da paz, terão a comparticipação de Angola, enquanto país acolhedor, e da UNESCO, anunciou esta sexta-feira, em Addis Abeba, a ministra da Cultura, Carolina Cerqueira.

  • 08/02/2019 21:21:11

    Cotização dos países é fundamental para África acabar dependência

    Addis Abeba (Dos enviados Especiais) - A comissária da União Africana para Economia Rural e Agricultura, a angolana Josefa Sacko, afirmou esta sexta-feira, em Addis Abeba (Etiópia), que a questão da cotização obrigatória e regular dos Estados membros da União Africana é fundamental para o continente apropriar-se dos seus projectos.

  • 08/02/2019 19:14:38

    UA pode criar agência para refugiados

    Addis Abeba (dos enviados especiais) - A União Africana está a estudar a hipótese da operacionalização de uma agência continental para os refugiados, de modo a acudir em tempo oportuno as pessoas que se encontram nesta condição, disse hoje (sexta-feira), em Addis Abeba, o secretário de Estado das Relações Exteriores de Angola, Tete António.