Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Fevereiro de 2019 | 03h51 - Actualizado em 10 Fevereiro de 2019 | 03h53

Rui Falcão reitera aposta na melhoria das condições de vida das populações

Lobito - O primeiro secretário provincial de Benguela do MPLA, Rui Falcão, destacou, neste sábado, no Lobito, como aposta forte do partido para 2019 o sector social e a diversificação da economia, como condição base para a melhoria da qualidade de vida das famílias angolanas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Rui Falcão Pinto de Andrade - Primeiro Secretário do MPLA em Benguela

Foto: Evaristo Joaquim

Falando no pavilhão gimnodesportivo da Casa do Pessoal do Porto do Lobito, no âmbito do lançamento da agenda política do MPLA para 2019, sob o lema “Melhorar o que está bem e corrigir o que está mal”, Rui Falcão considerou que a chave para a melhoria da renda das famílias reside na aposta na produção de bens e serviços e geração de empregos.

Daí, acrescentou, 2019 é um ano de afirmação e consolidação das grandes transformações nacionais e que o partido propõe-se a reforçar a acção governativa de forma rigorosa, transparente e patriótica, mas tendo como prioridades, entre outros, o sector social e a diversificação económica.

Na perspectiva do dirigente, com mais formação, emprego, empreendedorismo, inovação e educação cívica, poder-se-á continuar a liderar a mobilização dos jovens para a sua prosperidade.

Porém, Rui Falcão defende que é preciso promover empregos de qualidade que permitam a sustentabilidade das famílias jovens. “Esse é um programa que não podemos abandonar. Pelo contrário, todos temos de continuar a trabalhar cada vez mais nesse sentido”.

“Não basta dar-lhes educação, formação. É preciso trabalharmos todos, para lhes dar empregos dignos e sustentáveis”, acentuou o primeiro secretário do MPLA na província de Benguela, enfatizando que quanto mais o tempo passa, maior a necessidade de emprego.

Por isso, avisa, é preciso acelerar todos os sectores económicos, criando as bases para poderem gerar esse emprego sustentável, melhorando a vida das famílias e dos cidadãos, em geral.

Já em relação à JMPLA, braço juvenil do partido governante em Angola, Rui Falcão reforçou a ideia de que serão necessárias capacidades técnicas suficientes por parte daquela juventude para o exercício de funções de responsabilidade, quer no aparelho partidário, quer no Estado.

Entre as nove tarefas a seguir neste ano pelo partido, aquele responsável destacou a vida interna e disse ser pretensão melhorar a todos os níveis a organização e de forma saudável, continuar a progredir rumo a uma cada vez maior democratização da vida interna.

A ideia, como frisou, é trabalhar para intensificar a acção das organizações de base, mas ao mesmo tempo aprimorar a formação política dos dirigentes, quadros e militantes, para que todos “falem a uma só voz e interpretem profundamente” os princípios e valores defendidos pelo partido.

De igual modo, o primeiro secretário de Benguela lançou “um repto” a todos os militantes para uma maior presença do MPLA em todos os debates onde se discuta a vida nacional ou ainda a nível provincial e municipal, incluindo nas plataformas digitais e na interacção com o povo.

O acto de lançamento da agenda política 2019 reuniu mais de dois mil militantes do MPLA na cidade do Lobito, província de Benguela, e foi presenciado pelo coordenador do grupo de acompanhamento do Secretariado do Bureau Político à província de Benguela, Carlos Feijó, assim como deputados à Assembleia Nacional pelo Círculo Provincial.

Leia também
  • 10/02/2019 03:46:20

    MPLA quer militantes unidos no combate à corrupção em Benguela

    Lobito - O primeiro secretário provincial de Benguela do MPLA, Rui Falcão, defendeu este sábado, no Lobito, que é preciso engajar todos os militantes e cidadãos, em geral, nas acções de prevenção e combate à corrupção, à impunidade, ao nepotismo e à bajulação, com vista a promoção da boa governação.

  • 09/02/2019 09:34:37

    Princípios da laicidade do Estado e do gradualismo debatidos em Benguela

    Benguela - Os princípios da laicidade do Estado e do gradualismo na implementação das autarquias foram debatidos nesta sexta-feira, na cidade de Benguela, durante o II Fórum Provincial sobre a Constituição de Angola, desafios e perspectivas.

  • 06/02/2019 17:23:42

    Detida ex-administradora da Baía-Farta

    Benguela - O Serviço de Investigação Criminal (SIC) em Benguela deteve, na tarde de terça-feira (05), a ex-administradora municipal da Baía-Farta, Maria João, acusada do crime de peculato, soube a Angop nesta quarta-feira, de fonte ligada ao processo.