Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

09 Fevereiro de 2019 | 13h12 - Actualizado em 09 Fevereiro de 2019 | 13h12

SME facilita vistos turísticos na fronteira de Massabi

Cabinda - Os Serviço de Migração e Estrangeiros ( SME) na fronteira de Massabi, município de Cacongo, conta com sistema para emissão de vistos de turista, actividades culturais e de pequenos negócios para cidadãos estrangeiros que entram por essa via terrestre para o território angolano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

posto fronteiriço do massabi

Foto: Angop

Em declarações, hoje, sábado a Angop, o 3º Sub-chefe de Migração, José Puna, porta-voz da Direcção Provincial do SME em Cabinda, esclareceu que é um Sistema de Gestão Documental Específico em rede junto do Posto fronteiriço de Massabi que estabelece a isenção e facilitação dos vistos, sobre o regime do sistema de simplificação dos procedimentos administrativos, para a concessão de vistos de turismo aos cidadãos estrangeiros.

Indicou que, o visto abrange aos cidadãos estrangeiros da União Europeia, Ásia, das Américas e Oceânia. que utilizam a via de Massabi, para entrar em território nacional.

O equipamento composto por dois computadores emite vistos desde Agosto de 2018 cujo objectivo é de facilitar a entrada de estrangeiros que pretendem realizar visitas de carácter, turístico, recreativo, cultural, desportivo e de negócios num período de 30 dias, prorrogáveis para 90 dias.

O visto tem múltiplas vantagens para o cidadão estrangeiro que pretende entrar para Angola nesta via, uma vez  poder a partir do seu país de origem solicitar instruções e formalidades ao SME com uma carta de pré-autorização, fazendo-a presente no Posto de Fronteira de Massabi, onde lhe será estampado o visto de turismo em vinhetas.

José Puna avançou também que o visto tem múltiplas validades para estadia por entrada ao país até 30 dias e noventa (90) durante o ano.

O equipamento funciona apenas no Posto Fronteiriço de Massabi, onde se tem registado o maior movimento migratório de cidadãos estrangeiros sobretudo, turistas europeus que entram para o país através da fronteira de Massabi, com a cidade económica de PontaNegra, República do Congo.

O porta-voz do SME, José Puna, sustentou que, o visto não abrange aos cidadãos estrangeiros de alguns países africanos como os da República do Congo, da República Democrática do Congo e os do Centro e Oeste de África.

" Os cidadãos desses países (Centro e Oeste de África) podem adquirir seus vistos normais nas nossas representações diplomáticas e não no sistema de Massabi", sublinhou.

O SME em Cabinda tem o controlo de seis Postos de Fronteira terrestres, nomeadamente, Massabi e Miconje a norte com a República do Congo, Yema, Beira Nova, Chimbuandi e Chiobo a sul e sudeste com a RDC.

Controla também, sete postos de Travessia, nomeadamente o de Yabi, Zenze do Lucula, Necuto, Tsucusso, Kingubi, Tendenquele, Chingundo e Pinto da Fonseca todos com a RDC, bem como de um (1) posto de fiscalização aérea e duas (2) unidades marítimas (Cabinda e Malongo).

Assuntos Província » Cabinda   SME  

Leia também
  • 04/02/2019 14:06:33

    Ministro pede união aos angolanos

    Cabinda - O ministro da Administração do Território e Reforma do Estado, Adão de Almeida, pediu nesta segunda-feira, em Cabinda, que os angolanos tenham união e força para vencer os desafios, seguindo o exemplo, a bravura e determinação dos heróis do 4 de Fevereiro de 1961.

  • 31/01/2019 18:45:39

    Diplomata ressalta relações com Brazzaville

    Cabinda - O embaixador de Angola acreditado na República do Congo Brazzaville, Vicente Muanda, considerou, na cidade de Cabinda, excelentes as relações entre os dois países e disse haver medidas concretas que têm vindo a reforçar os laços de amizade entre os dois povos.

  • 22/01/2019 14:40:36

    SME expulsa de Angola mais de dois mil ilegais

    Luanda - O Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) expulsou, na última semana, de Angola, dois mil e 248 cidadãos de várias nacionalidades por decisão administrativa e judicial, mais mil e 200 expulsões em relação a semana anterior.