Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

11 Fevereiro de 2019 | 22h25 - Actualizado em 11 Fevereiro de 2019 | 22h23

Cimeira da UA encerra com promessa de Al-Sisi em continuar com reformas

Addis Abeba (Dos enviados Especiais) - A 32ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA) encerrou nesta segunda-feira, em Addis Abeba, com a promessa do presidente em exercício da organização, o egípcio Abdel Fattah Al-Sisi, em prosseguir com as reformas iniciadas por Paul Kagame, líder do Rwanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar


O líder egípcio, agora na condição de presidente da União Africana, reiterou também a disposição da organização continental em continuar a financiar as operações de paz e segurança em África.


No seu breve discurso, disse que vai trabalhar também na criação de bases para a industrialização do continente, combater as mudanças climáticas e promover a paz a escala internacional.

Enquanto durar o seu mandato, vai procurar adoptar medidas mais eficazes para desenvolver o sector privado em África.

Concluiu o seu discurso, agradecendo a presença das delegações de vários estados membros e o empenho dos comissários na preparação da cimeira e disse esperar trabalhar com todos para fortalecer a organização continental, rumo a uma África próspera e desenvolvida.

A cerimónia de encerramento, marcada pela entrega de prémios de ciência e tecnologia Nkwame Nkruma, com destaque para um egípcio que conquistou o prémio na categoria de tecnologia e ciências básicas, no valor de USD 100 mil, homenageou também o director-geral da FAO, o brasileiro José Graziano, pelo seu apoio aos projectos de desenvolvimento da agricultura em África. 

Angola participou nesta cimeira com uma delegação chefiada pelo ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, em representação do Presidente da República, João Lourenço.
 
A Cimeira 32ª Cimeira, decorreu sob o tema “Ano dos Refugiados, retornados e deslocados internos: Soluções duráveis para o deslocamento forçado em África”, e contou a presença de três convidados especiais, nomeadamente Bill Gates, fundador da Microsoft, Gianni Infantino, Presidente da FIFA e Tedros Adhanom director-geral da OMS.

A reunião das lideranças africanas ficou marcada pela análise das mais importantes questões da actualidade, como a implementação da decisão da reforma da organização, as eleições realizadas em 2018 no continente, a integração regional, a situação de paz e segurança, a situação humanitária e a análise do orçamento para 2019.

Durante a sessão, o Presidente do Ruanda, Paul Kagame, que cessou as suas funções enquanto líder da organização continental, apresentou um relatório sobre o processo de reformas em curso na instituição, como resultado da 11ª Sessão Extraordinária da Cimeira dos Chefes de Estado sobre reformas, realizada de 17 a 18 de Novembro de 2018.

Na sessão, o presidente da comissão da União Africana, Moussa Faki, apresentou um relatório sobre a situação de paz e segurança em África e as acções empreendidas pela organização relativas a matéria em 2018.

A situação de crises no continente, sobretudo em países como a RDCongo, RCA, Líbia, Sudão, Sudão do Sul, Burindi, Somália, e informações actualizadas sobre a implementação do roteiro mestre para silenciar as armas até 2020, bem como os processos eleitorais realizados em 2018 na RDCongo, Serra Leoa, Camarões e São Tome e Princípe, também fizeram parte do relatório de paz e segurança. 

A Cimeira abordou também a questão do combate ao terrorismo e ao extremismo violento em África.

Assuntos Diplomacia   União Africana  

Leia também
  • 11/02/2019 19:34:05

    Angola espera que acordo abra caminho para paz na RCA

    Addis Abeba (Dos enviados especiais) - O ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, disse hoje, em Addis Abeba, esperar que o acordo para a paz na República Centro Africana (RCA), assinado no dia 05 deste mês, seja para valer.

  • 11/02/2019 14:39:03

    Guiné Equatorial vai a membro do Fórum PALOP

    Addis Abeba (Dos enviados especiais) - A segunda reunião extraordinária do Conselho de Ministros do Fórum dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) decidiu hoje, em Addis Abeba, recomendar aos chefes de Estado e de Governo do Fórum a ratificar a adesão da Guiné Equatorial, como membro de pleno direito.

  • 11/02/2019 05:01:11

    Cimeira de Chefes de Estado da UA encerra hoje

    Addis Abeba (Dos enviados Especiais) - A 32ª Cimeira Ordinária de Chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA) entra hoje (segunda-feira) no seu segundo e último dia de trabalhos, com a abordagem de vários temas, com destaque para a transformação digital em África.