Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

08 Novembro de 2019 | 20h07 - Actualizado em 08 Novembro de 2019 | 20h07

Governo define estratégia para retomar obras em Cabinda

Cabinda - A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, disse, hoje, sexta-feira, na localidade de Chinfuca, em Cabinda, que o Executivo está a estudar estratégias para a retomada das obras de impacto socioeconómico no enclave.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luísa Damião - vice-presidente do MPLA

Foto: Alberto Julião

Falando num acto de massas, no âmbito da visita de trabalho de quatro dias à província de Cabinda, iniciada quarta-feira, afirmou haver uma “luz no fundo do túnel” para que as obras do Porto de Águas Profundas do Caio, paralisadas há mais de um ano, do Campus Universitário do Caio, interrompidas há nove anos, bem como do Aeroporto Maria Mambo Café, conheçam, brevemente, outro curso.

Por isso, Luísa Damião aconselhou a população a estar optimista, pois o governo está empenhado na melhoria das condições sociais da população.

Dirigindo-se à juventude, a vice-presidente exorto-a a manter-se disciplinada e com esperança no MPLA, que tem uma visão ampla para a solução dos seus problemas relacionados com a falta de emprego, habitação, entre outros.

Pediu as autoridades tradicionais para continuarem a desempenhar o seu papel na moralização da sociedade, combatendo o espírito de vandalismo dos bens públicos, em benefício das populações.

No cumprimento da sua agenda de trabalho, Luísa Damião visitou as obras da Estação de Tratamento de Água de Sassa-zau, cuja primeira fase estão já na fase final, e a Central Térmica de Malembo.

Após a conclusão, a Estação de Tratamento de Água de Sassa-zau terá a capacidade de bombear dois mil e 160 metros cúbicos de água/hora para 600 mil consumidores na cidade de Cabinda e Vila de Lândana.

A Central Térmica de Malembo, com três turbinas a gás, é a principal fonte de produção de energia para a cidade de Cabinda e Vila de Lândana, com uma produção de 95 Megawatts.

Leia também
  • 08/11/2019 18:36:06

    MPLA reafirma eleições autárquicas para 2020

    Luanda - O grupo parlamentar do MPLA reafirmou hoje, sexta-feira, em Luanda, a realização das eleições autárquicas em 2020, por ser uma promessa eleitoral e um compromisso feito para o povo.

  • 08/11/2019 18:32:55

    Angola reafirma cooperação com Congo

    Cabinda - O cônsul Geral de Angola para os departamentos (províncias) de Ponta-Negra e Kouilou, República do Congo, Samuel Andrade da Cunha, reafirmou quinta-feira a aposta do Executivo angolano no reforço da cooperação com o país vizinho.

  • 08/11/2019 18:00:25

    OGE vai à discussão na generalidade no dia 19

    Luanda - A proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2020, que prevê despesas e receitas em mais de 15 bilhões de Kwanzas, vai à discussão e votação, na generalidade, na Assembleia Nacional (AN), no próximo dia 19 deste mês.