Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

08 Dezembro de 2019 | 07h36 - Actualizado em 08 Dezembro de 2019 | 07h33

MPLA apela camponeses aproveitarem período da chuva

Ombadja - O primeiro secretário do MPLA no Cunene, Vigilio Tyova, exortou sábado, na comuna do Mucope, município de Ombadja, os camponeses a redobrarem esforço neste período da chuva que cai na região nos últimos dias, para aumentarem a produção do massango e o milho.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cunene: Primeiro Secretario Provincial do MPLA - Vigílio da Ressurreição Tyova

Foto: José Cachiva

Ao falar no acto político alusivo o 63º aniversário da fundação do MPLA, neste sábado, Vigilio Tyova disse que 12 meses depois de seca severa no Cunene, a chuva volta a cair e os camponeses devem aproveitar trabalhar seriamente e produzirem o suficiente.

Explicou que a província foi afectada de forma severa pela seca, que vitimou milhares de gado bovino e deixou outros debilitados sem força para utilizar no trabalho de lavoura, daí ser necessário que as administrações municipais nesta fase da lavoura prestem muito apoio aos camponeses.

Disse que a campanha agrícola 2019/2020, conta com 250 mil hectares de terra aráveis para 120 mil famílias camponesas, estão disponíveis 130 toneladas de sementes diversas, quatro brigadas de mecanização agrícola, equipadas com 20 tractores e respectivas alfaias, cinco mil charruas, mil e 500 catanas, 900 enxadas europeias, 600 limas e 250 machados.

Vigilio Tyova sublinhou que o seu partido vai continuar a trabalhar com responsabilidade e tendo como prioridade a implementação de acções viradas para o combate a fome, seca, pobreza e a melhoria das condições de vida para o bem-estar social e económico das populações.

Entretanto, a primeira chuva na província, desde o começo da seca, em Outubro de 2018, caiu há quase dois meses. De lá para cá, cai com alguma regularidade, mas sem grande intensidade.

Segundo previsões do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET), a província poderá registar, este mês, chuvas acima do normal, com volume de água acima de 800 milímetros, 200 a mais que o normal (600 milímetros) para esta região do país.

Devido à escassez de chuva, a campanha agrícola 2018/2019 no Cunene ficou comprometida, sem colheita nos 205 mil hectares onde estiveram envolvidos 99 mil camponeses.

A seca originou crise de água e pasto, afectando 857 mil e 443 pessoas, de um total de 171.488 famílias, e um milhão de cabeças de gado.

A seca deste ano é a mais devastadora dos últimos 24 anos da história do Cunene.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também
  • 30/11/2019 09:04:10

    Vice-governadora advoga reforço da educação jurídica à população

    Ondjiva - A vice- governadora para o sector Politico, Social e Económico da província do Cunene, Soraya Mateus Kalongela, defendeu sexta-feira, em Ondjiva, o contínuo reforço da educação jurídica à população, para conhecimento e cumprimento regular das leis.

  • 19/11/2019 19:16:57

    MPLA vai continuar a propor soluções para o bem-estar social

    Namacunde - O secretário-geral do MPLA, Paulo Pombolo, reiterou hoje, terça-feira, na povoação de Ongwe, município de Namacunde, província do Cunene, o compromisso contínuo do seu partido em propor ao Executivo soluções para a melhoria das condições de vida da população.

  • 09/11/2019 13:56:41

    JMPLA quer mais dinamismo nas acções da organização

    Ondjiva - A primeira secretária em exercício da JMPLA na província do Cunene, Francisca Ndamona Vaz, pediu hoje, sábado, em Ondjiva, aos membros mais dinamismo no cumprimento das actividades da organização, em resposta os desafios do futuro.