Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

06 Dezembro de 2019 | 20h02 - Actualizado em 06 Dezembro de 2019 | 20h02

Mais de 600 armas de fogo em posse das empresas de segurança

Huambo - Seiscentos e 67 armas de fogo, sendo 607 do tipo AKM, 48 caçadeiras e 12 pistolas, encontram-se em posse de 58 empresas privadas de segurança e em seis sistemas de auto-protecção, registadas na base de dados do comando da Polícia Nacional na província do Huambo, soube hoje, sexta-feira, a ANGOP, de fonte institucional.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Comandante provincial da PN no Huambo, comissário Francisco Ribas

Foto: Aurélio Janeiro

Estes dados foram divulgados no encontro que o comandante da Polícia Nacional no planalto central, comissário Francisco Monteiro Ribas Silva, manteve com os responsáveis destas instituições, com objectivo de ausculta-los sobre a situação da segurança pública na província.

Segundo o relatório, estas instituições possuem um efectivo de quatro mil e 217 homens e mulheres, destes 4094 pertencentes as empresas privadas de segurança e 123 dos sistemas de auto-protecção, que asseguram um total de mil e 461 objectivos.

Entretanto, a maior preocupação da Polícia Nacional consiste no facto de terem sido registados, de Janeiro à presente data, 25 crimes, 19 dos quais esclarecidos, que resultaram na detenção de 21 cidadãos, onde se destacam oito vigilantes envolvidos em delitos, entre homicídios voluntários e involuntários, nos postos de serviço de algumas empresas privadas.

Em 2014, a Assembleia Nacional procedeu a aprovação Final Global da Proposta de Lei sobre as Empresas Privadas de Segurança, que visa revogar a Lei 19/92, de 31 de Julho, e trazer mecanismos eficientes de controlo e fiscalização à actividade destas organizações no país, sendo que uma das medidas é o uso de arma ligeira e de pequeno porte, ao invés de armamento de guerra.

Na sua intervenção, o comissário Francisco Monteiro Ribas da Silva alertou as empresas de segurança para a necessidade de serem bastante rígidas na selecção dos candidatos, devendo, para o efeito, remeter a documentação individual ao departamento de Informação e Análise da corporação para a verificação de antecedentes criminais.

Precisou que os responsáveis dessas empresas precisam melhorar, cada vez mais, as condições de trabalho do seu pessoal, que, por sua vez, devem estar mais unidos com os colegas de outras empresas, para melhor contribuírem na segurança das pessoas e dos objectivos a proteger.

A respeito disso, o também delegado do Ministério do Interior referiu que órgãos encarregues pela manutenção da ordem e tranquilidade públicas deverão ser mais implacáveis na tomada de medidas de fiscalização sobre o funcionamento dessas empresas, mas dentro do espírito pedagógico, com a realização de visitas nos postos sem aviso prévio.

Localizada no planalto central de Angola, a província do Huambo conta com uma população de dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, distribuídos em 11 municípios, que perfazem uma extensão territorial de 35.771 quilómetros quadros.   

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 06/12/2019 19:39:26

    Exército quer eficácia no cumprimento das acções de preparação combativa

    Huambo - A eficácia no cumprimento das acções de preparação combativa e outras missões, no quadro operativo e educativo-patriótico, constituem um dos grandes pressupostos a serem alcançados pelo Exército, de modo a dar resposta célere às exigências do contexto político internacional.

  • 05/12/2019 12:57:55

    Duzentos e 34 cidadãos beneficiam de assistência jurídica

    Huambo - Duzentos e 34 cidadãos beneficiaram, entre Janeiro à presente data, de assistência jurídica gratuita de representação na Ordem dos Advogados de Angola na província do Huambo, enquanto em 2018 fechou o ano com 272 processos de natureza diversa.

  • 04/12/2019 16:59:58

    Presidente do TS orienta maior celeridade no tratamento processual

    Caála - O juiz presidente do Tribunal Supremo (TS), Joel Leonardo, orientou hoje, quarta-feira, na cidade da Caála (Huambo), os funcionários deste órgão judicial no sentido de imprimirem maior celeridade no tratamento dos processos, como forma de proteger e, ao mesmo tempo, satisfazer as expectativas dos cidadãos.