Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

02 Dezembro de 2019 | 12h45 - Actualizado em 02 Dezembro de 2019 | 12h49

PGR investiga "escândalo da IURD"

Luanda - A Procuradoria-Geral da República (PGR) está a investigar já há algum tempo, as denúncias de castração química e vasectomia de que são, eventualmente, submetidos alguns pastores da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Angola.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mota Liz - Vice - Procurador-Geral da República

Foto: Gaspar dos Santos

A informação foi prestada hoje à Angop pelo vice-procurador-geral da República, Mota Liz.

A 28 de Novembro, um grupo de bispos e pastores anunciou a ruptura com o bispo Edir Macedo (líder da igreja), por alegadas práticas doutrinais contrárias à religião, como a exigência da prática a vasectomia, além da evasão de divisas para exterior do país.

Um comunicado assinado por mais de 300 bispos e pastores angolanos denunciou que, nos últimos 12 meses, a liderança brasileira, por orientação de Edir Macedo, passou a forçar os pastores angolanos a submeterem-se ao processo de vasectomia.

Em resposta, a direcção da Igreja Universal declara que se trata de uma "rede de mentiras arquitetadas por ex-pastores desvinculados da instituição, por desvio moral, de condutas e até criminosas, com o único objetivo de terem a sua ganância saciada".

Questionado sobre o assunto, Mota Liz afirmou que “já corre um processo de uma denúncia de caso de castração química em tempos idos. E esse processo corre o seu trâmite normal”.

A PGR tomou conhecimento da denúncia de 28 de Novembro e acredita que surgiram “novos elementos” que, certamente, serão levados a apreciação, objectivo de trabalho e investigação.  

Ainda assim, incentivou que sempre que as pessoas tomarem nota de um facto criminal devem participar, mesmo por meios oficioso, na PGR que está aberta para investigar, esclarecer e, se tiver factos, introduzir a juízo.

A Igreja Universal do Reino de Deus em Angola é uma instituição religiosa de direito angolano, registada no Ministério da Justiça, sob o número 26, e publicado no Diário da República em 17 de Julho, I Série, número 28.  

Assuntos Política  

Leia também
  • 02/12/2019 22:09:09

    PR envia mensagem ao homólogo tswanês

    Gaberone (Do enviado especial) - O Presidente da República, João Lourenço, enviou hoje, segunda-feira, uma mensagem ao seu homólogo do Botswana, Mokgweetsi Masisi, no âmbito do reforço da cooperação bilateral entre os dois estados.

  • 02/12/2019 21:48:21

    Presidente egípcio almeja incremento das relações

    Cairo - O presidente do Egipto, Abdel Fattah El-Sisi, expressou, nesta segunda-feira, no Cairo, o desejo de elevar, cada vez mais, os actuais níveis das relações bilaterais com Angola.

  • 02/12/2019 21:11:37

    Informatizados mais de 330 serviços da Justiça

    Luanda - O Ministério da Justiça de Angola investiu nos últimos anos em tecnologia de ponta que permitiu a informatização de 330 serviços, de um total de 492 prestados.

  • 02/12/2019 17:54:57

    Colóquio aborda percurso do MPLA

    Luanda - Académicos, políticos e nacionalistas vão, de 4 a 6 deste mês, reflectir, em colóquio, sobre o "legado histórico e o percurso revolucionário do MPLA", com vista a contribuir para o enriquecimento do acervo documental angolano e a sua salvaguarda.