Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

14 Março de 2019 | 08h14 - Actualizado em 14 Março de 2019 | 13h40

Presidente da República viaja para Benguela

Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, viajou, na manhã desta quinta-feira (às 08h13), à província de Benguela para proceder à abertura do "Ano Judicial 2019" e inaugurar, no Lobito, o Tribunal de Comarca da mesma cidade, que se tornará o primeiro do género no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Presidente João Lourenço despede-se de membros do executivo na sua deslocação à província de Benguela

Foto: Francisco Miúdo

Presidente João Lourenço desloca-se à província de Benguela

Foto: Francisco Miúdo

Na Base Aérea Militar de Luanda, o Chefe de Estado, acompanhado da primeira dama, Ana Dias Lourenço, recebeu cumprimentos de despedida do Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa,  de vários auxiliares do Poder Executivo, do governador provincial, Luther Rescova, entre outras individualidades.

Este ano, o evento tem como lema "Pela Independência do poder judicial e a autonomia administrativa, financeira e patrimonial dos tribunais"

Segundo a Lei Orgânica sobre a Organização e Funcionamento dos Tribunais de Jurisdição Comum, de Fevereiro de 2015, serão criados numa fase inicial e experimental, os tribunais (primeira instância) das províncias de Luanda, Bengo, Cuanza Norte, Benguela e Huíla.

Serão ainda implementados os tribunais de relação (primeiro recurso) de Luanda e de Benguela, inicialmente com uma área de intervenção geográfica mais alargada.

Assim sendo, os 18 tribunais provinciais existentes e os restantes municipais, que julgam sobre todas as matérias, vão dar lugar a 60 tribunais de comarca de competência genérica de primeira instância. 

A lei exige a criação de cinco regiões judiciais, com um tribunal de relação próprio, abarcando as províncias judiciais de Luanda (sede), Bengo, Cuanza Norte (I Região), Uíge (sede), Malanje, Zaire e Cabinda (II Região), Benguela (sede), Bié, Cuanza Sul e Huambo (III Região), Huíla (sede), Cuando Cubango, Cunene e Namibe (IV Região) e Lunda Sul (sede), Lunda Norte e Moxico (V Região). 

Assuntos Visita  

Leia também
  • 06/03/2019 12:12:55

    Mau estado da estrada Mbanza Kongo/Cuimba/Nóqui preocupa deputados

    Mbanza Kongo - Os deputados à Assembleia Nacional do círculo eleitoral provincial do Zaire mostraram-se preocupados com o mau estado das vias que ligam Mbanza Kongo com os municípios do Cuimba e Nóqui, e prometem apresentar este problema às estruturas centrais do Executivo para uma eventual intervenção.

  • 05/03/2019 17:15:57

    Presidente português já está em Luanda

    Luanda - O Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, chegou a meio da tarde desta terça-feira a Luanda, para uma visita de Estado de quatro dias a Angola, a convite do seu homólogo, João Lourenço.

  • 05/03/2019 02:11:30

    João Lourenço volta a advertir corruptos

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, admitiu, segunda-feira, que Angola poderá continuar a ter corruptos, nesta nova era política, mas é dado certo que não ficarão impunes.