Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Março de 2019 | 14h18 - Actualizado em 12 Março de 2019 | 15h27

Reformas de João Lourenço agradam os EUA - diplomata americano

Luanda - Os Estados Unidos da América (EUA) reafirmaram nesta terça-feira estar positivamente surpreendidos com as reformas e o combate à corrupção encetados pelo Presidente da República de Angola, João Lourenço.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo o secretário de Estado assistente americano para os Assuntos Africanos, Tibor Nagy, numa teleconferência, a partir de Kigali, capital do Ruanda, "os EUA e o mundo, em geral, ficaram surpreendidos com as acções do Presidente João Lourenço no combate à corrupção, apesar de ter ainda muito a fazer".

A teleconferência seguida a partir da embaixada dos Estados Unidos, em Luanda, foi convocada para anunciar a visita do secretário de Estado adjunto, John Sullivan, a Angola, de 17 a 18 do corrente mês, proveniente da África do Sul, para avaliar a cooperação bilateral e manter contactos com organizações ligadas aos direitos humanos.  

Declarou que o secretário de Estado Adjunto vai conversar com o Presidente João Lourenço questões ligadas à segurança, o “acordo sobre diálogo estratégico” e questões ambientais, visando fortalecer o relacionamento com Angola, que no geral, “é muito positivo”.

Tibor Nagy considerou satisfatória a parceria com Angola e reafirmou o interesse em ajudar a melhorar a confiança dos investidores, bem como aumentar os níveis de comércio e de investimento no solo angolano.

Considerou prematura e “incorrecta” qualquer abordagem sobre os bancos correspondentes, no que diz respeito a facilidade na aquisição da moeda americana, o dólar, por não haver ainda qualquer decisão sobre a matéria.

Relativamente ao comércio com Angola, os EUA consideram que as exportações de alumínio e aço ameaçam a segurança nacional americana, sem avançar pormenores.

Disse que os EUA consideram que a governação do Presidente Maduro, na Venezuela, é desapontante e pode ser considerada um crime contra o seu povo, apesar de países como a África do Sul terem votado contra a posição americana.  

Sobre a extradição do antigo ministro das finanças moçambicano detido na África do Sul, espera que as duas partes honrem o tratado entre os dois países.      

Referiu que os EUA apoiam a abertura do espaço político na Etiópia e apoia as negociações com os partidos da oposição visando a consolidação da democracia no país.

Defendeu o “diálogo nacional ilimitado ” para pôr fim a crise nos Camarões, que preocupa o mundo devido a prisões de opositores e ao sofrimento de populações.

Tibor Nagy disse que os EUA estão a procura de um país que possa ser o modelo para a implementação de acordos de livre comércio, à semelhança do que acontece com Marrocos.

Assuntos Cooperação  

Leia também
  • 11/03/2019 13:51:21

    Angola defende parceria com Finlândia

    Luanda - O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, defendeu nesta segunda-feira, em Luanda, o desenvolvimento de parcerias privadas ou público-privadas mutuamente vantajosas com a Finlândia.

  • 09/03/2019 18:18:19

    Presidente de Portugal realça acordos com Angola

    Luanda - O Presidente da República portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, reafirmou hoje, sábado, em Luanda, o compromisso com o reforço da cooperação com o Estado angolano para a implementação dos 35 acordos celebrados entre os dois países.

  • 09/03/2019 16:17:12

    Angola e Portugal reafirmam empenho no reforço da cooperação

    Luanda - Angola e Portugal reafirmaram neste sábado o empenho dos dois países no contínuo reforço de uma cooperação bilateral alicerçada no respeito aos princípios e valores da democracia, liberdade, direitos humanos e integridade territorial.