Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

22 Março de 2019 | 12h48 - Actualizado em 22 Março de 2019 | 13h04

Adolescentes reincidentes na cadeia de Viana preocupam deputados

Luanda - Os deputados da Comissão de Direitos de Petições, Reclamações e Sugestões dos Cidadãos da Assembleia Nacional mostraram-se preocupados na quinta-feira, em Luanda, com a situação de adolescentes reincidentes e presos na cadeia de Viana.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Deputados da 10ª comissão da Assembleia Nacional visitam a Comarca de Viana

Foto: Clemente

O facto foi avançado à imprensa pelo presidente desta comissão, Raul Danda, depois de uma visita efectuada à unidade prisional de Viana, tendo apelado o envolvimento da sociedade e das famílias para rever a questão destes adolescentes que são postos em liberdade e  regressam a cadeia por cometerem crimes similares.

Os deputados lamentaram o facto de existirem reclusos com o excesso de prisão preventiva e de 300 indivíduos que permanecem presos apesar de já terem cumprido as penas.

Por outro lado, solicitaram a direcção da comarca de Viana a reforçar a humanização dos serviços, evitando maus tratos por parte dos agentes dos serviços prisionais, segundo informações obtidas de familiares.

Os parlamentares percorreram  os vários compartimentos da cadeia de Viana e mantiveram contacto com uma  máquina denominada “Tridente”, que permite a recolha da identidade dos detidos, bem como visitaram a escola do Iº e IIª ciclo do ensino secundário frequentada pelos reclusos.  

Por sua vez, o porta-voz dos serviços prisionais, Menezes Cassoma, realçou que os reclusos reincidentes têm tido um acompanhamento psicológico e de continuidade, realçando que uma vez  o preso reúna os requisitos de avaliação, por via do processo de reabilitação, é enquadrado no trabalho social e no sector de escolarização.

Disse que o estabelecimento prisional tem a capacidade de albergar dois mil, trezentos e oitenta e dois (2.382) reclusos, mas neste momento suporta uma cifra de 3.352.

Neste momento 700 indivíduos encontram-se condenados e 185 estrangeiros estão detidos nesta unidade prisional.

Leia também
  • 20/03/2019 18:35:51

    Superlotação nas cadeias cria constrangimentos aos serviços penitenciários

    Luanda - A superlotação em algumas cadeias do país continua a criar constrangimentos na gestão dos estabelecimentos prisionais, referiu esta quarta-feira, em Luanda, o secretário de Estado para Serviços Penitenciários do Ministério do Interior (MININT), José Bamoquina Zau

  • 17/03/2019 04:47:04

    Angola: MPLA assegura formação dos militantes

    Luanda - O secretário-geral do MPLA, Álvaro de Boavida Neto, assegurou neste sábado, no município da Quiçama, em Luanda, o engajamento do seu partido em trabalhar para o fortalecer a formação política e ideológica dos militantes.

  • 16/03/2019 18:16:00

    Sétimo congresso do MPLA será convocado em reunião do Comité Central

    Luanda - A vice-presidente do partido MPLA, Luísa Damião, anunciou hoje, sábado, no distrito urbano da Bela Vista, município de Icolo e Bengo, em Luanda, a realização em breve de uma reunião do Comité Central que deverá convocar o VII Congresso Extraordinário.