Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

20 Março de 2019 | 18h58 - Actualizado em 20 Março de 2019 | 18h58

Destacada dimensão histórica da Batalha do Cuito Cuanavale

Menongue - As primeiras comemorações, este mês, do 23 de Março, como Dia de Libertação da África Austral, foi destacada terça-feira, em Menongue, como um marco histórico para os heróis da Batalha do Cuito Cuanavale, ocorrida entre 1987 a 1988.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Este reconhecimento foi manifestado por um dos antigos participantes à referida batalha, Pedro Camelo, quando dirigia uma palestra subordinada ao tema “ 23 de Março”, decorrida no anfiteatro do Instituto Superior Politécnica Privada de Menongue, onde participaram vários representes da sociedade civil.

Sublinhou que este aniversário representa um marco histórico, se tivemosr em conta que, desta vez, o seu feriado abrange os países da África Austral, tudo em reconhecimento e homenagem a todos quantos participaram na célebre Batalha do Cuito Cuanavale.

“O 23 de Março marcou uma nova era no continente africano. Este ano a data não marca só efeméride da província do Cuando Cubango, especialmente para o município do Cuito Cuanavale, mais sim feriado nacional e da libertação da África Austral”, realçou.

Referiu que a data, por ter uma grande importância para os países da África Austral, na trigésima cimeira da SADC, de 17 a 18 Agosto de 2018, na Namíbia, os Chefes de Governo da referida comunidade decidiram, por unanimidade, que a mesma seja, doravante, Dia da Libertação da África Austral.

Fez ainda menção que a Assembleia Nacional, na sua 3ª reunião plenária extraordinária da 1ª sessão legislativa, aprovou no dia 27 de Agosto de 2018, a Lei de alteração dos feriados locais, e foi aprovado o 23 de Março dia libertação da África Austral e feriado Nacional, em Angola.        

Recordou que a Batalha do Cuito Cuanavale, que envolveu, na parte do governo, as FAPLA e as forças cubanas, e na parte oposta a UNITA auxiliada pelas então forças sul-africanas do regime do Apartheid, contribui na libertação de alguns países da África Austral, com destaque para a Namíbia e a abolição do regime racista.

Afirmou que a Batalha do 23 de Março não está só na verte de guerra ou de homens pela Independência da Namíbia, mas sobretudo olhando na sua história, como marco incontornável da história da angolana, da África e do Mundo.

Pedro Camelo foi militar da 6ª Região Militar no Cuando Cubango, vice-governador provincial para área Política e Social, coronel na reserva, participou na Batalha do Cuito Cuanavale e actualmente é chefe departamento dos Assuntos Económico e Social e Autarquias Locais, no comité provincial do MPLA.

Mais de 30 mil munícipes participam nas celebrações

Em alusão ao 31º aniversário da Batalha do Cuito Cuanavale, o coordenador da subcomissão provincial da efeméride, Manuel Franessa, garantiu terça-feira, que as condições essenciais para a celebração do 23 de Março no Cuito Cuanavale estão devidamente criadas.

Avançou que a submissão que encabeça está a engajada na mobilização, a nível de Menongue, de mais de 15 mil munícipes para participaram nas festividades da batalha, que se juntarão aos mais de 15 mil do Cuito Cuanavale, a par de outros cidadãos nacionais e estrangeiros que se farão presentes no acto.

Para o efeito, solicitou igualmente a compreensão de vários membros da sociedade civil, empresários e outros patriotas angolanos no sentido de apoiar, com meios de transporte, a deslocação de todos quantos queiram fazer parte das comemorações, juntando-se assim às condições já criadas pelo governo provincial.

As actividades alusivas a efeméride foram abertas no passado dia 17 do mês em curso, na sede da vila do Cuito Cuanavale, com a competição de karaté-dó, realizada pela associação do Cuando Cubango.

No âmbito do 23 de Março, palestras sobre “O impacto da data na África Austral”, “23 de Março e a Paz em Angola”, debates radiofónicos sobre a importância da efeméride, a par do acto central acontecer no memorial construído em homenagem aos seus heróis vivos e tombados pela causa justa da liberdade dos povos da África Austral.

Leia também