Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

24 Abril de 2019 | 12h42 - Actualizado em 24 Abril de 2019 | 13h24

Ex-director do GEPE suspeito de ter lesado o Estado em mais de AKZ 400 milhões

Lubango - O sub-procurador da República Titular na Huíla, Hernâni Beira Grande, referiu esta quarta-feira, no Lubango, que o antigo director do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatística do governo da Huíla, entre 2012 a 2018, António Ngongo, é suspeito de ter lesado o Estado em mais de 480 milhões de kwanzas, o que justificou a sua detenção, na segunda-feira.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

António Ngongo - Ex-director do GEPE na Huíla

Foto: Manuel Fernandes

Falando aos jornalistas, à margem de uma palestra sobre os Crimes Cibernéticos, no quadro dos 40 anos da Procuradoria Geral da República (PGR), o magistrado disse que sobre o detido pesam várias acusações e há fortes indícios dos crimes de peculato e associação de malfeitores.

Esclareceu que o mesmo estava para ser interrogado pelo Ministério Público, na terça-feira, mas, a seu pedido, apenas hoje este interrogatório terá lugar, porque os seus advogados deslocam-se de Luanda.

O responsável do Ministério Público disse que é um processo que está em segredo de justiça, mas que são crimes praticados de 2012 a 2018, e evitou falar de outros envolvidos no caso.

Contudo, Beira Grande admitiu que na província existem outros casos que envolvem gestores públicos, alguns em instrução e outros sob investigação, mas em segredo de justiça, pois são processos mediáticos e levam o seu tempo a ser instruído devido a complexidade, mas vão chegando a tribunal e seus autores julgados.

Quanto ao caso do antigo director do SIC e o relacionado com o rombo na educação, referiu que os processos foram transferidos para a Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP).

Leia também
  • 23/04/2019 12:35:41

    Huíla: PGR confirma detenção do antigo director do GEP

    Lubango - A Procuradoria-Geral da República (PGR) na Huíla confirmou, esta terça-feira, a detenção do antigo director do Gabinete de Estatística e Planeamento (GEP) do Governo Provincial, António Ngongo, sobre o qual recai um mandado de captura há dois meses.

  • 22/04/2019 18:58:07

    Ministério Público pede condenação de antigo responsável

    Lubango - O Ministério Público solicitou, esta segunda-feira, a condenação do do ex-director director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa (GCII) do governo da Huíla, Jaime Lombe, sob o qual pesam as acusações de peculato e associação criminosa.

  • 22/04/2019 18:38:18

    Rigor e transparência devem guiar entidades públicas - Advogado

    Huambo- O rigor e a transparência devem guiar o quotidiano das entidades públicas no exercício das suas funções, para evitar-se a responsabilização criminal, alertou hoje, segunda-feira, na cidade do Huambo, o advogado Liberal António Paulo Alicerces.