Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

18 Maio de 2019 | 07h15 - Actualizado em 18 Maio de 2019 | 07h18

Angola quer aproveitar oportunidades de cooperação com a RDC - Manuel Augusto

Paris (Do Enviado Especial) - O governo de Angola aguarda, com expectativa, pela conclusão do processo resultante das eleições de 2018, na República Democrática do Congo (RDC), com a formação do novo governo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A intenção foi manifestada quinta-feira, em Paris, França, pelo Ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, em entrevista a Rádio França Internacional (RFI), quando questionado sobre o impasse que se regista na RDC, que, não vê um governo formado cinco meses após as eleições gerais de 30 de Dezembro de 2018.

Para Manuel Augusto, a preocupação é apenas de um país vizinho, irmão e desejoso de aproveitar todas as potencialidades para a cooperação económica, apenas possível com a normalidade funcional na RDC, por esta razão, Angola aguarda com expectativa que o processo resultante das eleições de 2018 culmine com a formação de governo.

Um governo funcional vai permitir também realizar a Comissão Mista Bilateral Angola/RDCongo, há muito prevista.

Existe uma informalidade resultante do forte vínculo entre os dois povos e governo nenhum poderá desfazer, prosseguiu Manuel Augusto, o que compete ao governo, é a criação de condições institucionais que permitam que esta cooperação possa ser regulada, no que diz respeito as taxas e impostos.
 
Quase cinco meses após a tomada de posse como Presidente da República Democrática do Congo, a 24 de Fevereiro de 2019, Félix Tshisekedi encontra-se em dificuldades para formar um governo saído das eleições gerais de 30 de Dezembro de 2018.

Os membros da plataforma LAMUKA, de Martin Fayulu, pensam que o impasse deve-se a um acordo “obscuro” que a Frente Comum para o Congo (FCC), liderada por Joseph Kabila, e o CACH do duo Tshisekedi- Kamehere, assinaram para a partilha do poder.

Assuntos RDCongo  

Leia também
  • 05/11/2018 18:57:03

    Embaixada desmente expulsão de angolanos no Congo Democrático

    Luanda - A Embaixada de Angola na República Democrática do Congo negou a existência de casos de expulsão de cidadãos angolanos neste país da África Austral, como retaliação da operação transparência.

  • 02/08/2018 15:09:53

    Presidente Kabila reafirma relações cordiais com Angola

    Luanda - O Presidente da República Democrática do Congo (RDC), Joseph Kabila, disse nesta quinta-feira, em Luanda, que as relações de cooperação e de vizinhança com Angola são excelentes e que podem ser aprofundadas.

  • 24/04/2018 08:38:01

    Presidente da RDC já está em Luanda

    Luanda - O Presidente da República Democrática do Congo, Joseph Kabila, desembargou, na manhã desta terça-feira, em Luanda, para participar, como convidado, na Cimeira Extraordinária da Dupla Troika da SADC que se realiza hoje.