Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

15 Maio de 2019 | 18h41 - Actualizado em 16 Maio de 2019 | 18h21

Declarações de "Tchizé" devem ser tratadas em fórum parlamentar - MPLA

Luanda - O presidente do grupo parlamentar do MPLA, Américo Cuononoca, afirmou que as declarações da deputada Welwitschea José dos Santos "Tchizé" devem ser tratadas em fórum do Parlamento.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Américo António Cuononoca, presidente do grupo parlamentar do MPLA (arquivo)

Foto: Clemente dos Santos

Deputada e membro do Comité Central do MPLA, “Tchizé”, pseudónimo pelo qual é conhecida, defendeu recentemente a destituição do Presidente da República, João Lourenço, acusando o Chefe de Estado de estar a fazer um “golpe de Estado às instituições” do país.

Para Américo Cuononoca, que falava à Rádio Nacional de Angola (RNA), os deputados são guiados pelo respeito à Constituição, ao Regimento Interno da Assembleia Nacional (AN) e ao estatuto dos parlamentares.

“Esse assunto deve ser tratado pela AN. Como militantes do MPLA temos a Comissão de Disciplina e Auditoria”, disse em alusão ao pronunciamento da deputada, que está fora do país há mais de 90 dias, tempo superior ao regulamentado pelo parlamento.

A partir de Londres, Reino Unido, onde se encontra, "Tchizé" dos Santos disse que está fora de Angola porque teme pela sua vida.

Outras reacções

Na sequência do pronunciamento da deputada, o maior partido da oposição em Angola (UNITA) considerou haver “indicação que o MPLA (partido no poder) está profundamente dividido”.

Para o secretário do MPLA para os Assuntos Políticos Eleitoras, Mário Pinto de Andrade, as insinuações da UNITA não se colocam no seu partido, acrescentando que o MPLA possui mecanismos para discutir os problemas internos.

Mário Pinto de Andrade afirmou que o pronunciamento de “Tchizé” dos Santos não abala o MPLA.

O dirigente descartou uma eventual tendência de se criar uma corrente no MPLA, argumentando, de forma irónica, que “uma pessoa não faz corrente, nem faz faísca”.

Segundo defendeu, se Tchizé dos Santos tem algo a dizer, deve regressar a Angola e discutir esses assuntos na reunião do Comité Central (MPLA) ou no Parlamento.

Assuntos Angola   MPLA   Parlamento  

Leia também
  • 16/05/2019 18:01:30

    Angola e França assinam acordo sobre observação da terra

    Paris (Do enviado especial) - Os governos de Angola e França rubricaram esta quinta-feira, em Paris, um acordo no domínio da observação da terra, no quadro da dinamização das relações bilaterais.

  • 16/05/2019 14:23:45

    Aprovado Relatório Parecer do OGE 2019

    Luanda - As comissões para a Economia e Finanças, Assuntos Constitucionais e Jurídicos e para a Administração do Estado e Poder Local da Assembleia Nacional aprovaram hoje (quinta-feira) o Relatório Parecer de revisão do Orçamento Geral do Estado 2019 (OGE), que prevê uma redução de 8,40 por cento do valor inicialmente proposto.

  • 16/05/2019 00:18:15

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - A Agência Angola Press incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos:

  • 15/05/2019 23:04:21

    MPLA quer apetrecho do bloco operatório do hospital de Caluquembe

    Lubango - Os membros do Comité Provincial do MPLA da Huíla exortaram hoje, quarta-feira, na cidade do Lubango, ao governo local no sentido de mobilizar recursos financeiros para o apetrechamento do bloco operatório do hospital central do município de Caluquembe.