Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

23 Maio de 2019 | 18h39 - Actualizado em 23 Maio de 2019 | 21h50

Comissão Económica valida negócios da Caixa Social das FAA

Luanda - A Comissão Económica do Conselho de Ministros validou, esta quinta-feira, os Planos Estratégico e de Negócios da Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas (FAA), que visam reduzir os encargos do Estado na assistência aos militares.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente das República João Lourenço, na 5ª reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros

Foto: Francisco Miúdo

Tenente-general Ângelo Paca, director geral da Caixa de Segurança Social das FAA

Foto: Francisco Miúdo

Segundo o comunicado da 5ª reunião, orientada pelo Presidente da República, João Lourenço, os planos visam consolidar o processo de melhoria da qualidade de gestão e sustentabilidade da segurança social das Forças Armadas, com vista a reduzir, a médio e longo prazos, os encargos financeiros do Estado.

De acordo com o director-geral da Caixa Geral da Segurança Social das FAA, tenente-general Ângelo Paca, o plano estratégico será direccionado, essencialmente, após estudos de viabilidade, para a agricultura, pecuária, silvicultura, pesca e outros ramos.

Informou que a instituição terá um centro de custos e participações, a partir do qual deverão ser constituídas empresas para produzir renda e garantir a sustentabilidade do fundo de Segurança Social das Forças Armadas.

O responsável fez saber que o Estado gasta, mensalmente, cerca dez mil milhões de kwanzas na assistência de 56 mil pensionistas das FAA. O mais velho pensionista conta com 110 anos de idade.

O organismo deve cadastrar, até ao final do primeiro semestre do ano em curso, mais 21 mil 770 novos beneficiários.

O tenente-general Ângelo Paca confirmou, por outro lado, a suspensão do pagamentos de cerca de seis mil e 200 viúvas e órfãos, por não terem efectuado a prova de vida.

Leia também
  • 23/05/2019 20:41:47

    SONANGOL anuncia disponibilidade total de combustíveis

    Luanda - O Presidente do Conselho de Administração da petrolífera nacional SONANGOL, Sebastião Pai Querido Martins, anunciou nesta quinta-feira, em Luanda, a existência de combustível suficiente para abastecer o país.

  • 23/05/2019 20:41:04

    PR na investidura do homólogo sul-africano

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, deixa o país, nesta sexta-feira, com destino a Pretória para participar na investidura do homólogo sul-africano, Cyril Ramaphosa, reeleito na última quarta-feira.

  • 23/05/2019 16:20:21

    François Hollande elogia visão do PR angolano para turismo

    Luanda - O antigo Presidente francês, François Hollande, elogiou nesta quinta-feira, em Luanda, a visão estratégica do estadista angolano, João Lourenço, na promoção do turismo como factor de desenvolvimento.