Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

21 Maio de 2019 | 20h27 - Actualizado em 21 Maio de 2019 | 20h27

TC dá parecer positivo à Conta Geral do Estado-2017

Luanda - O Tribunal de Contas (TC) deu hoje (terça-feira) "parecer técnico positivo" à Conta Geral do Estado do exercício económico de 2017, com 162 recomendações e sugestões.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Presidente do Tribunal de Contas, Exalgina Gambôa, e Ruth Mendes, presidente da 5ª comissão parlamentar

Foto: Henri Celso

Assembleia nacional realiza 6ª Plenária Ordinária

Foto: Clemente

A Conta Geral do Estado (CGE) compreende as de todos os órgãos da administração central e local do Estado, institutos públicos e serviços autónomos, bem como da segurança social e órgãos de soberania.

Nos termos da lei, o Tribunal de Contas elabora um parecer técnico, que não é vinculativo, sobre o desempenho da Conta Geral do Estado do Orçamento do exercício anterior sob gestão do governo, a pedido da Assembleia Nacional.

A presidente do Tribunal de Contas, Exalgina Gâmboa, ressaltou no acto que o parecer entregue à Comissão de Economia e Finanças do Parlamento inclui uma avaliação do último quinquénio do Plano Nacional de Desenvolvimento 2012/2017.

No parecer, o TC considerou positivo o desempenho de sectores como a indústria, energia e agricultura, embora reconheça não terem alcançado as metas desejadas, face ao défice da conjuntura económica mundial.

Ao fazer uma comparação entre 2016 e 2017, notou ter havido alguma evolução na execução dos fundos públicos, em função da relativa estabilidade do preço do petróleo, em 2017.

O Tribunal de Contas recomendou ao governo “mais atenção” ao sector social, para melhorar os indicadores, além de ter constatado a subida da divida pública externa, que já ultrapassou o previsto na lei.

A presidente da Comissão de Economia e Finanças da Assembleia Nacional, Ruth Mendes, disse que a experiência dos anos anteriores obriga o parlamento a encarar os pareceres do TC com muito interesse, para se ter o ponto de situação sobre a execução financeira.

Lamentou, entretanto, o facto de o parecer ter chegado à “casa das leis” com um atraso de três meses, apesar de a CGE ter dado entrada na Assembleia Nacional em 2018.

A Conta Geral do Estado (CGE) de 2017 deve ser aprovada, na generalidade, pela AN até 30 de Junho próximo, tal como preceitua a lei.

Leia também
  • 22/05/2019 00:01:24

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - A Agência Angola Press incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos:

  • 10/05/2019 16:12:41

    Legisladores recomendam realização da assembleia-geral de jornalistas

    Luanda - As comissões de trabalho especializadas da Assembleia Nacional recomendaram, à Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERCA), a realização da Assembleia Geral de Jornalistas para a eleição dos membros que vão integrar a Comissão da Carteira e Ética.

  • 09/05/2019 20:06:02

    Governo tem USD 600 milhões para combater seca

    Luanda - O ministro do Interior, Ângelo da Veiga Tavares, reafirmou esta quinta-feira, em Luanda, existirem mais de 600 milhões de dólares norte-americanos para o Governo combater a seca nas províncias do Cunene, Namibe, Cuando Cubango e Huíla.