Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

01 Junho de 2019 | 18h13 - Actualizado em 01 Junho de 2019 | 18h13

Congresso do MPLA vai tornar o partido mais interventivo na sociedade

Huambo - O MPLA vai tornar-se num partido mais interventivo na sociedade angolana, depois de realizar, a 15 deste mês, em Luanda, o seu 7º congresso extraordinário.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Joana Lina - 1ª secretária do MPLA no Huambo

Foto: Angop

A convicção foi manifestada hoje, sábado, na província do Huambo, pela 1ª secretária local desta agremiação política, Joana Lina, num acto de massas que encerrou a passeata automóvel em saudação ao congresso extraordinário.

Segundo ela, um dos grandes propósitos da reunião do dia 15 é preparar o partido para melhor enfrentar os desafios presentes e futuros da sociedade angolana, para dar sentido ao lema da campanha eleitoral de 2017 (Melhorar o que está bem e corrigir o que está mal)

                                  

A 1ª secretária do MPLA nesta província afirmou, também, que este 7º congresso extraordinário acontece num momento oportuno da vida interna do partido, pois vai marcar o reforço e consolidação da liderança do presidente João Lourenço, eleito no cargo durante o 6º congresso extraordinário, em Setembro de 2018.

“Vamos, depois deste congresso extraordinário, reforçar a nossa condição de interlocutor indispensável das transformações sociais, económicas e políticas do país. Vamos, também, reforçar a unidade e coesão dos militantes”, informou

Leia também
  • 01/06/2019 16:46:32

    Resenha: Actividade do PR na mini-cimeira constitui destaque da semana

    Luanda - A participação do Presidente da República, João Lourenço, na mini-cimeira tripartida, em N'Sele (Kinshasa), República Democrática do Congo, marcou a semana, que hoje (sábado) termina.

  • 01/06/2019 14:46:40

    Cimeira de N'Sele aborda ineficácia da CIRGL

    Kinshasa (Dos enviados especiais) - A mini-cimeira tripartida desta sexta-feira, em N'Sele (Kinshasa), entre os chefes de Estado de Angola, República Democrática do Congo (RDC) e Rwanda, considerou a necessidade de tornar a eficiente a Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), na resolução dos problemas regionais.

  • 01/06/2019 07:05:02

    Angola assume Comité da ONU sobre Segurança na África Central

    Luanda - Angola assumiu, sexta-feira, a primeira vice-presidência do Comité Consultivo Permanente das Nações Unidas Sobre Questões de Segurança na África Central (UNSAC), durante a sua 48ª Reunião Ministerial realizada em Kinshasa, capital da República Democrática do Congo.