Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

01 Junho de 2019 | 16h00 - Actualizado em 01 Junho de 2019 | 15h59

Cuanza Sul: MPLA quer gestão participativa dos fundos públicos

Sumbe - O primeiro secretário do MPLA no Cuanza Sul, Job Capapinha, solicitou hoje, nesta cidade, os quadros e dirigentes do partido que exercem cargos de chefia no governo a terem uma gestão transparente e participativa dos fundos públicos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Primeiro secretário do MPLA no Cuanza Sul, Job Capapinha (ao centro)

Foto: Joaquim Tomás

Job Capapinha, que falava no acto de exaltação ao VII Congresso do MPLA, a realizar este mês, em Luanda, adiantou que os fundos postos a disposição das administrações municipais devem ser bem geridos e transparentes na execução de programas para o bem estar das populações.

Referiu que, como líder do partido na província, tudo fará para que o programa do MPLA seja cumprido, para que o bem das populações seja almejado.

O dirigente lamentou o facto de, num passado recente, alguns quadros e dirigentes do partido terem tido comportamentos reprováveis, relativamente a gestão do erário e outros males, tais como a corrupção, o nepotismo e a impunidade.

Em nome do partido, pediu desculpas e prometeu que o mesmo não volte a acontecer, solicitando maior coesão dos militantes, amigos e simpatizantes no sentido de trabalharem em prol do desenvolvimento da província e do partido.

“Temos que nos preparar para uma vitória do partido nas eleições autárquicas previstas para 2020, tendo em conta o árduo trabalho de mobilização, confiança e aceitação do povo angolano no MPLA”, disse o primeiro secretário.

Apelou os militantes a estarem cada vez mais unidos, para assegurar o crescimento das organizações de base na província.

Participaram no evento o segundo secretário do MPLA, Eliseu Segunda, a  primeira secretaria na OMA , Maria da Fonseca, deputados do circulo do Cuanza Sul, quadros e dirigentes do partido e mais de 800 militantes.

Leia também