Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

11 Julho de 2019 | 16h50 - Actualizado em 11 Julho de 2019 | 17h24

Polícia quer mais colaboração para travar imigração ilegal

Cabinda - O comandante da Polícia em Cabinda, Eusébio Domingos e Costa, solicitou às autoridades tradicionais e aos coordenadores de bairros, desta província mais ao norte do país, maior colaboração na denúncia dos actos de criminalidade e de imigração ilegal dentro das respectivas comunidades.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Comissário Eusébio Domingos- Comandante Provincial da Policia Nacional em Cabinda

Foto: Angop

Segundo Eusébio Domingos e Costa, que falava quarta-feira num encontro com as autoridades tradicionais, é fundamental estreitar a colaboração com essas entidades, por forma a permitir que a polícia actue com maior profundidade nessas localidades.

Sublinhou que a actuação conjunta deve ser exercida, também de forma consciente, no combate à corrupção e na denúncia dos actos indecorosos dos agentes da corporação.

Trata-se de acções alinhadas para combater estes actos. A ideia é não deixar impunes os polícias que ainda persistem nestes actos que mancham o bom nome da polícia.

De acordo com o responsável, a situação da imigração ilegal continua a ser preocupante, pelo número elevado de cidadãos estrangeiros ilegais que chegam à cidade de Cabinda e às vilas da província.

Polícia apreende mais combustíveis

A Polícia Nacional em Cabinda apreendeu, durante o I semestre do ano em curso, 72 mil 984 litros de combustíveis (gasolina e gasóleo) que seriam contrabandeados na vizinha República Democrática do Congo.

Em declarações à imprensa, o director do Gabinete de Informação e Análise do Comando Provincial da Polícia em Cabinda, Adão Maymba, informou que o contrabando de combustíveis ainda é preocupante e ganha contornos alarmantes.

Referiu que os resultados do I semestre têm a ver com o aumento das acções operativas nas principais zonas fronteiriças.

No mesmo período, foram detidos 33 angolanos e três nacionais da RDC envolvidos no contrabando de combustíveis.

Segundo Adão Maymba, os detidos já estão a contas com a justiça.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também
  • 11/07/2019 11:42:22

    Comandante da MGA quer formação contínua dos quadros

    Soyo - O comandante da Região Naval Norte da Marinha de Guerra de Angola (MGA), Noé Rodrigues Magalhães, destacou quarta-feira, na cidade do Soyo, província do Zaire, a necessidade da contínua formação dos quadros do ramo para fazer face ao actual contexto do mundo.

  • 02/07/2019 16:16:34

    RDC reafirma excelência das relações com Angola

    Cabinda - O administrador da Vila de Muanda, província do Baixo Congo, na RDC, Roger Mbala Kupa, reafirmou nesta terça-feira a excelência das relações entre os dois países, apesar do incidente registado no Posto Consular de Angola naquela região.

  • 01/07/2019 17:01:31

    Diplomata coreano reafirma cooperação com Angola

    Cabinda - O embaixador da República Popular e Democrática da Coreia em Angola, Jo Pyong Chol, reafirmou nesta segunda-feira, em Cabinda, o interesse do seu país em continuar com os investimentos no domínio da ciência e tecnologia, tendo em vista o fortalecimento da cooperação entre os dois países.