Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

18 Julho de 2019 | 22h48 - Actualizado em 18 Julho de 2019 | 22h48

MPLA no Bié reafirma imprescindíveis relações com Cuba

Cuito- O segundo-secretário do MPLA no Bié, Anastácio Severino Sambowe, considerou, hoje, quinta-feira, no Cuito, imprescindíveis as relações de cooperação entre Angola e Cuba, uma história de mais de 60 anos que se converte no desenvolvimento do país, sobretudo nos domínios da saúde e educação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

"Caimaneiros" em visita à sede do MPLA no Bié

Foto: Leonardo Castro

Segundo secretário do MPLA no Bié, Anastácio Severino Sambowe

Foto: Leonardo Castro

O político teceu estas declarações à Angop, durante a visita da comunidade cubana e antigos estudantes angolanos em Cuba “Caimaneiros”, residentes no Cuito, à sede do Comité Provincial do MPLA, no âmbito das celebrações do 66º aniversário do assalto ao quartel-general de Moncada, que se assinala no próximo dia 26 deste mês.

Para si, o 26 de Julho de 1953 constitui um marco histórico para os dois países, salientando que a população do Bié está ciente da importância da efeméride para aquele povo radicado na circunscrição e não só.

Sambowe realçou que a visita à Cuba (29/06) do titular do Poder Executivo, João Lourenço, visou, entre outros objectivos, reforçar os laços de amizade e fraternidade, bem como agradecer a forma incansável como têm levado a cabo as suas missões em Angola.   

Por sua vez, a coordenadora da Comissão Cubana no Bié, Beatriz Rodrigues, depois de enaltecer a visita à sede do MPLA no Bié, reafirmou a total entrega daqueles quadros no desenvolvimento sócioeconómico da província.

No Bié, centro de Angola, funcionam mais de 200 cidadãos cubanos nos sectores da Educação, Saúde, Construção Civil, bem como energia e águas.

A 26 de Julho de 1953 um grupo de cidadãos cubanos, liderados por Fidel Castro, assaltou o quartel-general de Moncada, em Santiago de Cuba, na tentativa de tomar as bases, com a finalidade de derrubar o governo do então presidente da República, Fulgêncio Baptista.

Leia também