Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

05 Agosto de 2019 | 18h21 - Actualizado em 05 Agosto de 2019 | 18h41

Direcção de Ilícitos Penais exige quadros qualificados - Ministro do Interior

Luanda - O ministro do Interior, Eugénio César Laborinho, disse hoje, em Luanda, que a Direcção de Investigação de Ilícitos Penais, aprovada recentemente por Decreto Presidencial, vai exigir a integração de quadros com formação específica e qualificada.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Polícia em parada (Arquivo)

Foto: Domingos Nicolau

O ministro falava na cerimónia do primeiro curso de mestrado em segurança pública aberto hoje (segunda-feira) no Instituto Superior de Ciências Policiais e Criminais (ISCPC), Osvaldo Serra Van-Dúnem, em Luanda.

De acordo com o decreto, competirá à Direcção de Investigação de Ilícitos Penais, definir procedimentos, controlar e coordenar a actividade de investigação criminal e instruir os processos-crime da competência da PN.

Eugénio César Laborinho defendeu no acto que a dinâmica actual exige dos efectivos da PN conhecimentos acrescidos, especialmente, aqueles que comungam com a actividade específica da garantia da ordem e tranquilidade públicas.

Para preencher as vagas que se vão abrir na criação do novo órgão policial, o ministro pretende fazer da formação, em especial do ensino superior policial, uma das principais apostas do seu mandato, de forma a debelar as insuficiências registadas na actuação policial.

De acordo com Eugénio Laborinho, só a adopção de novas técnicas e métodos de actuação científico-policiais podem dar resposta aos crimes.

O curso, com 18 formandos, vai arrancar apenas no período pós-laboral, e tem homologação do referido departamento ministerial, nos termos do Decreto presidencial números 128/19.

No acto, foi feita a outorga de diplomas aos 290 licenciados do terceiro curso de Ciências Policiais e Criminais.

Criado em  2016, o ISCPC licenciou 642 elementos, entre angolanos e policiais de outros países africanos, principalmente de língua oficial portuguesa.

O Instituto Superior de Ciências Policiais e Criminais Osvaldo Serra Van-Dúnem é um estabelecimento de ensino superior politécnico, público e policial que integra o sistema de formação, ensino e preparação das forças e serviços da Polícia Nacional.

A PN prevê criar dois órgãos que vão garantir a investigação de actos criminosos, nomeadamente, a Direcção de Informações Policiais e a Direcção de Investigação de Ilícitos Penais, para reforçar o combate ao crime e conformar a sua actuação, no quadro do novo Estatuto Orgânico da corporação.

Leia também
  • 20/07/2019 15:19:14

    Membros da CASA-CE em Luanda com responsabilidades acrescidas

    Luanda - Os novos desafios que se avizinham, com a realização das eleições autárquicas, previsto para 2020, bem como as gerais, em 2022, exigem dos novos membros da Convergência Ampla de Salvação de Angola-Coligação Eleitoral (CASA-CE) em Luanda maiores responsabilidades, por a capital do país ser a maior praça eleitoral.

  • 20/07/2019 03:58:23

    Politicos no Cazenga debatem estado da Nação

    Cazenga- A actual situação sócio-económica e política do país, esteve sexta-feira em debate denominado "estado da Nação", no município de Cazenga , provincia de Luanda, inserido no âmbito dum "Projecto oficina do conhecimento", numa iniciativa de jovens universitários .

  • 13/07/2019 12:55:30

    Militantes devem ter atitudes vigorosas contra más práticas

    Luanda - O primeiro secretário provincial do MPLA em Luanda, Sérgio Luther Rescova Joaquim, apelou hoje aos militantes do seu partido, a optar por atitudes vigorosas contra às más práticas de governação.