Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

15 Agosto de 2019 | 17h07 - Actualizado em 15 Agosto de 2019 | 17h06

INAD destrói mais de 300 engenhos explosivos no Bengo

Caxito - Trezentos e catorze engenhos explosivos não detonados, dos quais 208 projecteis de 117 milímetros e obuses de morteiros de 84 milímetros, foram destruídos hoje, quinta-feira, na localidade do Icau, município do Dande, pelo Instituto Nacional de Desminagem (INAD) no Bengo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Engenhos explosivos não detonados (arquivo)

Foto: BARTOLOMEU DO NASCIMENTO

Os artefactos foram descobertos pelas populações das localidades de Ndala Muleba, Balacende, cemitério da sede comunal do Úcua, Mazumbo, nos bairros Jeru, Ximuto e Barra do Dande, no município do Dande, Muxaluando e Cage Mazumbo (Nambuangongo) e removidos pelo INAD.

De Janeiro até a presente data, o INAD removeu e destruiu três minas ante-pessoal, 40 engenhos explosivos não detonados, 600 munições de PKM e 81 munições de caçadeiras.

Em declarações à imprensa, o chefe do departamento provincial do Instituto Nacional de Desminagem (INAD) no Bengo, João de Carvalho, afirmou que o trabalho de limpeza e desminagem desenvolvido pelos sapadores, na província do Bengo, permitiu a livre circulação de pessoas e bens, a reconstrução de várias infra-estruturas, habitações, bem como o desenvolvimento da actividade agrícola.

Neste processo estão envolvidos 66 elementos entre técnicos, sapadores, pesquisadores e mobilizadores de educação contra perigo de minas, distribuídos em três secções.

No período em análise, 455 pessoas de diversas comunas e aldeias dos municípios do Dande e Nambuangongo foram sensibilizadas, durante a realização de campanhas sobre o risco de minas que visou fornecer informações necessárias sobre o perigo que constituem as minas, com vista a redução de acidentes com estes engenhos explosivos.

O responsável perspectivou, para este ano, a desminagem na localidade do Lembeca, na comuna das Mabubas (Dande), bem como a sensibilização contínua da população sobre a educação sobre os riscos de minas.

Por seu turno, o oficial de ligação da Comissão Nacional Intersectorial de Desminagem e Assistência Humanitária (CNIDAH), no Bengo, Florentino Sebastião Quileba, informou que, em 2017, a província, apurou-se a existência de 56 áreas contaminadas e 97 áreas canceladas por desminar devido as dificuldades económicas e financeiras do país.

O município do Dande tem 31 áreas contaminadas com minas identificadas, Dembos 13, Nambuangongo (oito), Ambriz (3) e Bula Atumba uma.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 13/08/2019 16:55:16

    Instrutores do MININT em formação pedagógica

    Caxito - Quarenta instrutores dos órgãos do Ministério do Interior (MININT) no Bengo participam, desde hoje, terça-feira, em Caxito, numa acção formativa, destinada a dotar-lhes de competências e métodos pedagógicos para a sua actividade profissional.

  • 28/07/2019 15:11:27

    Bengo: MPLA satisfeito com andamento dos projectos sociais

    Caxito - O Coordenador do grupo de acompanhamento do secretariado do Bureau político do MPLA,Américo Cuononoca, manifestou, sábado, na cidade de Caxito, província do Bengo, a sua satisfação com o andamento das obras em curso na região.

  • 27/07/2019 06:53:52

    Bengo: Forças armadas angolanas preparadas para qualquer eventualidade

    Caxito - As Forças Armadas Angolanas (FAA) estão preparadas para cumprir qualquer eventual incursão militar estrangeira que possa surgir no país, afirmou na sexta-feira, na localidade do Kinkankala, município do Ambriz, província do Bengo, o Chefe do Estado-Maior General, Egídio Sousa e Santos.