Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

29 Agosto de 2019 | 19h14 - Actualizado em 30 Agosto de 2019 | 11h46

Primeira-dama reforça compromisso da protecção da costa marítima

Luanda - A primeira-dama da República de Angola, Ana Dias Lourenço, reforçou quarta-feira (28), em Yokohama (Japão), o seu compromisso pela defesa da protecção da costa marítima africana, evitando o impacto pernicioso dos plásticos na poluição dos solos, da água e do ar, que afecta a saúde dos cidadãos, especialmente mulheres e crianças.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ana Dias Lourenço, que falava à margem da 7.ª Conferência Internacional de Tóquio para o Desenvolvimento de África (TICAD7), no âmbito da campanha denominada “Banir os Plásticos para uma África Livre de Poluição”, reconheceu também a importância do engajamento dos chefes de Estado e de Governo no estabelecimento de políticas públicas e leis, para transformar o desperdício de plástico em oportunidades de emprego e redução da pobreza no continente berço.

Sob o lema “Soluções Relativas à Poluição dos Plásticos para o Desenvolvimento em África”, o encontro, que juntou organizações internacionais e representantes do sector privado japonês, foi presidido pela comissária da União Africana para a Economia Rural e Agricultura, Josefa Sacko.

Participaram também do encontro a directora regional para África do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Juliette Koudenoukpo, o director do Centro Internacional de Tecnologia Ambiental do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUA), Keith Alverson, e representante da primeira-dama do Quénia.

A campanha “Banir os Plásticos para uma África Livre de Poluição” é uma iniciativa da União Africana que visa chamar atenção para a problemática da poluição dos plásticos, que atingiu níveis alarmantes, e foi lançada em Fevereiro último, em Addis Abeba (Etiópia), à margem da 32.ª Assembleia-Geral da União Africana.

Nessa assembleia, as primeiras-damas africanas comprometeram-se em advogar a proibição do plástico no continente africano.

Nesta quinta-feira, a também embaixadora da campanha “Banir os Plásticos para uma África Livre de Poluição” para África Austral, Ana Dias Lourenço, participou, igualmente, de uma mesa redonda sobre a importância do papel das primeiras-damas nas sociedades, presidida pela esposa do primeiro-ministro do Japão, Akie Abe.

Assuntos Política  

Leia também
  • 30/08/2019 02:46:18

    MPLA em Malanje quer mais dinamismo dos militantes

    Malanje - O primeiro secretário municipal de Malanje do MPLA, João de Assunção, defendeu quinta-feira, na comuna de Ngola Luiji, a necessidade dos militantes do partido dinamizarem cada vez as actividades da organização, tendo em vista as eleições autárquicas previstas para 2020.

  • 30/08/2019 01:24:48

    Angola precisa de regulamento protocolar - diz especialista

    Luanda - A especialista em protocolo autárquico e 5ª vice-presidente da Organização Internacional de Cerimonial e Protocolo (OICP), Eliana Ubillús, defendeu nesta quinta-feira, em Luanda, a regulamentação das actividades protocolares a nível do país.

  • 28/08/2019 20:07:04

    MPLA aprecia Pacote Legislativo Autárquico

    Luanda - O Secretariado do Bureau Político do MPLA apreciou nesta quarta-feira, em Luanda, uma informação sobre o Pacote Legislativo Autárquico, num encontro orientado pela vice-presidente daquele partido, Luísa Damião.