Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

11 Setembro de 2019 | 17h34 - Actualizado em 12 Setembro de 2019 | 13h28

Defesa do general "Zé Maria" refuta acusações

Luanda - A defesa do ex-chefe do Serviço de Inteligência e de Segurança Militar (SISM) António José Maria "Zé Maria" refutou nesta quarta-feira, em tribunal, as acusações do Ministério Público e o despacho de pronúncia, tendo-os considerado inconstitucionais.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Processos no julgamento do General José Maria

Foto: Rosário dos Santos

General António José Maria no banco dos réus, considera-se inocente

Foto: Rosário dos Santos

Sérgio Raimundo, advogado de defesa de Zé Maria, considera não terem sido cumpridos “os pressupostos relativos à instrução contraditória, presunção de inocência e direito a um julgamento justo”.

Na sua contestação de defesa, feita hoje durante a primeira sessão de julgamento, o advogado considerou forjada a busca efectuada nas instalações da Fundação Eduardo dos Santos (FESA), uma vez que na altura, nem o arguido, nem o seu representante, foram notificados.

Por outro lado, a defesa nota que a acusação em nenhum momento menciona a quantidade de documentos extraviados.

Realça que a lei estipula que um documento militar tem carácter secreto num período de 25 anos, após o que pode ser considerado objecto de estudo, facto que o seu constituinte levou em consideração, visto que pretendia dar a conhecer ao mundo a essência da batalha do Cuito Cuanavale, ocorrida há mais de 30 anos.

O ex-chefe do SISM, em prisão domiciliária desde 17 de Junho do ano em curso, é acusado e pronunciado pelos crimes de insubordinação e extravio de documentos, aparelhos ou objectos com informações de carácter militar.

Ministério Público reafirma acusação

O Ministério Público reafirmou a acusação contra o ex-chefe do SISM. No despacho de pronúncia dá-se conta que, em Novembro de 2017, o general António José Maria foi informado que seria exonerado das suas funções e consequente passagem à reforma pelo ministro da Defesa Nacional, Salviano Sequeira "Kianda".

Após a sua exoneração, realça o despacho, o réu subtraiu documentos relativos à batalha do Cuito Cuanavale, província do Cuando Cubango, adquiridos das entidades sul-africanas, que custaram aos cofres do Estado mais de dois milhões de dólares norte-americanos.

De acordo com a acusação, depois do Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA), Presidente João Lourenço, ter tomado conhecimento da retirada dos documentos, orientou o actual chefe do Serviço de Inteligência, Fernando Garcia Miala, para contactar Zé Maria, a fim de no prazo de 48 horas proceder à devolução da documentação em causa.

Feitas as diligências e dada a urgência do caso, o general Garcia Miala encontrou-se com o réu no restaurante Jango Veleiro, em Luanda, uma vez que o mesmo se recusou a ir às instalações do SISM, como mandam as normas.

No local, segundo a acusação, o general José Maria recusou-se a cumprir com a orientação dada pelo Comandante-em-Chefe das FAA, alegando que só recebia ordens do ex-presidente da República, José Eduardo dos Santos.      

A próxima sessão de julgamento está marcada para quinta-feira (12) com o início do interrogatório ao réu.

Zé Maria esteve à frente do SISM de 2009 a 2017, tendo sido exonerado pelo Presidente da República, João Lourenço.

Assuntos Angola   Justiça  

Leia também
  • 12/09/2019 19:01:00

    General José Maria confirma retirada de documentos

    Luanda - O ex chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar, António José Maria, confirmou hoje, quinta-feira, em julgamento, que retirou os documentos relativos à batalha do Cuito Cuanavale para concluir um trabalho de pesquisa sobre esta gesta heróica.

  • 12/09/2019 16:27:56

    PR reafirma empenho na melhoria das condições sociais

    Cazombo - O Presidente da República, João Lourenço, reafirmou nesta quinta-feira, em Cazombo, município do Alto Zambeze, província do Moxico, o empenho do Executivo na melhoria da qualidade de vida nos municípios.

  • 12/09/2019 00:03:36

    Síntese das principais notícias das últimas 24 horas

    Luanda - A Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos:

  • 12/09/2019 00:03:05

    Responsável exorta funcionários absterem-se de práticas de suborno

    Menongue - A delegada da Justiça e dos Direitos Humanos no Cuando Cubango, Dirce da Silva, exortou, esta quarta-feira, em Menongue, os funcionários públicos absterem-se de práticas ilícitas e denunciarem os que ainda insistem em enveredar em actos de suborno nas instituições do Estado.