Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

16 Setembro de 2019 | 12h48 - Actualizado em 16 Setembro de 2019 | 13h42

Parlamentar destaca feitos de Neto na libertação de África

Cuito - A deputada Anabela Cayovo Ngunga destacou hoje (segunda-feira), no Cuito, o respeito que Angola alcançou internacionalmente através de António Agostinho Neto, face ao seu contributo na libertação de vários países em África, sobretudo a Namíbia, Africa do Sul e Zimbabwé.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Bié: Efectivos das FAA participantes à Palestra sobre a vida e Obra de Antonio Agostinho Neto

Foto: Leonardo Castro

Bié: Anabela Cayovo Ngunga, Deputada do MPLA e Palestrante

Foto: Leonardo Castro

A parlamentar, pelo circulo provincial do MPLA no Bié,  teceu estas considerações durante uma palestra sobre a “Vida e Obra de António Agostinho Neto”, decorrida no Comando da 4ª Divisão de Infantaria Motorizada do Cuito, dirigida ao militares ali destacados.

Para si, Agostinho Neto destacou-se, desde cedo, ainda em formação em Portugal, como um patriota envolvido na causa do continente berço, promovendo manifestações anti-coloniais, que despertou o interesse de outros líderes africanos em libertar seus povos dos colonizadores.

Tal acção, prosseguiu, permitiu a conquista do respeito das autoridades coloniais portuguesas e forçou assim para Angola, a assinatura dos acordos de Alvor a 15 de Janeiro de 1975, com a participação dos outros movimentos de Libertação Nacional.

Nesta conformidade, explica a Deputada, Agostinho Neto tornou-se uma referência a nível internacional, com uma marca inapagável em África, bem como no coração do angolano com a proclamação a 11 de Novembro de 1975 da Independência do país, em Luanda.

Anabela Cayovo Ngunga recordou, porém, as frases ditas por “Neto” na altura da proclamação da Independência de Angola, que apelava a consciência dos angolanos em ajudar os outros povos de Africa, para que o continente se tornasse independente dos colonizadores.

A palestra insere-se na jornada comemorativa do 17 de Setembro, Dia do Fundador da Nação e do Herói Nacional, que se prolonga por todo país até 25 de Setembro.

Médico, escritor, poeta e político e nacionalista, António Agostinho Neto nasceu na vila de Ícolo e Bengo (então província do Bengo), no dia 17 de Setembro de 1922. Faleceu, por doença, a  10 de Setembro de 1979 em Moscovo (capital da Rússia).

No quadro da  jornada comemorativa, a nível do Bié, são realizadas várias actividades culturais, desportivas e recreativas nos municípios do Cuito, Cuemba, Andulo, Chinguar, Chitembo, Cunhinga, Camacupa, Nhârea e Catabola, devendo este último acolher o acto político provincial, no âmbito do qual prevê-se a entrega de três enfermarias acopladas ao Hospital Municipal e a inauguração de uma escola na localidade de Assaca, em actos a serem presididos pelo governador provincial, Pereira Alfredo.

Leia também
  • 17/09/2019 12:52:59

    Dia do herói nacional marcado pelo içar da bandeira

    Luanda - O içar da bandeira monumento no Museu de História Militar, a deposição de coroa de flores no sarcófago do Fundador da Nação, António Agostinho Neto, no Memorial, marcaram hoje, terça-feira, em Luanda, as comemorações do 97º aniversário natalício do Herói Nacional.

  • 16/09/2019 14:36:20

    Caso Chinguar: Julgamento retoma 23 de Setembro

    Cuito - O julgamento do "Caso Chinguar", em que é arrolada como uma das co-ré a ex-administradora municipal, Beatriz Napende Diniz, retoma a 23 de Setembro, contrariamente ao avançado para 18 e 19 deste mês, confirmou, hoje (segunda-feira), no Cuito (Bié), um dos advogados da causa .

  • 14/09/2019 18:35:06

    Caso Chinguar: Defesa reitera pedido de audição de Boavida Neto

    Cuito - O advogado da ex-administradora do Chinguar, Beatriz Napende Diniz, António Buta, afirmou, sexta-feira, que a defesa requereu ao Tribunal Provincial do Bié a necessidade de se ouvir o antigo governador, Álvaro Manuel de Boavida Neto, pelo facto da ré ter alegado, há dias, em instância judicial, "cumprimento de suas ordens".