Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

07 Outubro de 2019 | 17h44 - Actualizado em 07 Outubro de 2019 | 18h14

Angola adere à Convenção sobre Estatuto do Apátrida

Luanda - O Governo angolano depositou nesta segunda-feira, em Genebra (Suíça), as Cartas de Adesão à Convenção das Nações Unidas sobre o Estatuto dos Apátridas, numa cerimónia que contou com a participação de Estados que já aderiram ao acordo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste Januário, durante a entrega das Cartas de Adesão

Foto: Cedida

O documento foi entregue pela secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste Januário, em acto realizado no Palácio das Nações, em Genebra.

O Tratado defende o direito dos apátridas, como é definido na Convenção da ONU, de 28 de Setembro de 1954.

A nacionalidade é um vínculo jurídico entre a pessoa e o Estado e fornece um senso de identidade, além de possibilitar o exercício de uma vasta gama de direitos, logo, a ausência de qualquer nacionalidade, a apatridia, pode ser prejudicial e em alguns casos devastadora para a vida dos afectados.

O Plano de Acção Global para acabar com a apatridia, desenvolvido em consulta com os Estados, Sociedade Civil e Organizações Internacionais, estabelece um conjunto de acções a ser implementado para atingir as metas correspondentes até o ano de 2024.

Entre as acções destacamos a eliminação das actuais situações principais de apátrida, garantia de que nenhuma criança nasça sem Estado, o fim da discriminação com base nas leis sobre nacionalidade, além de impedir a negação, perda ou privação da nacionalidade com base em motivos discriminatórios.

A Constituição angolana, aprovada em 2010, salvaguarda a protecção contra a situação de apátrida e com esta adesão, Angola estará obrigada ao cumprimento das regras da Convenção e deve trabalhar para eliminar a situação no país.

Assuntos Angola   Cooperação   ONU  

Leia também
  • 07/10/2019 20:10:19

    PR envia mensagem ao líder do PS

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, enviou, nesta segunda-feira, uma mensagem de felicitação ao líder do Partido Socialista (PS) português, António Costa, pela vitória da sua força partidária nas eleições legislativas de 6 de Outubro.

  • 07/10/2019 11:40:24

    PR felicita António Costa pela vitória do PS

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, felicitou hoje (segunda-feira) o líder do Partido Socialista (PS) português, António Costa, pela vitória do seu partido nas eleições legislativas de domingo (6 de Outubro).

  • 03/10/2019 20:51:33

    Rui Ferreira renuncia ao cargo no Tribunal Supremo

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, aceitou, esta quinta-feira, o pedido de renúncia de Rui Ferreira ao cargo de juiz-conselheiro-presidente do Tribunal Supremo, que no mesmo dia lhe foi apresentado.