Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

20 Outubro de 2019 | 18h29 - Actualizado em 21 Outubro de 2019 | 18h14

Candidato à presidência da UNITA quer inovar

Luanda - Um líder corajoso, inovador e enérgico é o que o candidato à presidência da UNITA, José Pedro Katchiungo, pretende ser quando dirigir este partido, caso seja eleito no Congresso de Novembro.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

José Pedro Katchiungo, Candidato à Presidência da UNITA

Foto: Alberto Julião

Assumiu a intenção de ser um presidente que saiba ouvir os outros, que garanta a autoridade do partido, tenha coragem de discordar, bem como persuadir e fazer vincar a opinião da maioria.

Hoje, domingo, na apresentação do seu manifesto eleitoral aos militantes do partido, o político, que diz seguir a vontade do presidente cessante, Isaías Samakuva, vincou que a  UNITA precisa de um líder que tenha capacidade para trabalhar “noite e dia”, sem ser altivo, arrogante ou ditador.

Disse pugnar pela honestidade, lealdade, patriotismo e que acima de tudo ama Angola.

 Apesar de reconhecer o trabalho do presidente cessante, reafirmou que o partido precisa de alguém que faça mais e melhor, devendo preservar as conquistas de Samakuva.

No seu manifesto, reafirma a vocação de exercer o poder político através do fortalecimento da cidadania, com vista a efectivar a verdadeira mudança.

Refutou as vozes que afirmam estar já entregue a presidência e minimizou o facto de ser o candidato mais jovem entre os concorrentes, ancorando-se no tempo de militância que no caso, conforme atestou, é superior em relação a qualquer opositor.

Preparar  o partido para vencer as primeiras eleições autárquicas é outro propósito do actual vice-presidente da bancada parlamentar da UNITA, que diz estar comprometido também em fazer as pessoas felizes através do combate à pobreza, redução das desigualdades, bem como afirmação da boa governação e da justiça social.

Além de Katchiungo, concorrem à liderança da UNITA no XIII congresso ordinário, que se realiza de 13 a 15 do próximo mês, o actual porta-voz do partido, Alcides Sakala, o presidente do grupo parlamentar, Adalberto Costa Júnior, e o antigo secretário-geral, Abílio Kamalata Numa.

Assuntos Política  

Leia também
  • 21/10/2019 17:56:47

    Alcides Sakala defende confronto de ideais

    Malanje - O candidato a presidente da UNITA, Alcides Sakala, defendeu nesta segunda-feira, em Malanje, uma disputa eleitoral fundada no confronto de ideias e serenidade entre os militantes daquele partido, quando falta menos de um mês para o seu 13º Congresso Ordinário.

  • 21/10/2019 13:29:37

    TC anuncia intensificação da fiscalização às contas públicas

    Luanda - O Tribunal de Contas (TC) vai implementar, a partir de 2020, um novo procedimento denominado "Fiscalização concomitante", que visa o acompanhamento da execução dos actos e contratos, antes da sua conclusão, através de inquéritos e auditorias de natureza operacional.

  • 21/10/2019 00:49:39

    Síntese das principais notícias

    Luanda - A Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos: