Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

10 Janeiro de 2020 | 16h41 - Actualizado em 10 Janeiro de 2020 | 17h19

MPLA refuta "manobras" para adiamento das eleições autárquicas

Luanda - O líder do grupo parlamentar do MPLA, Américo Cuononoca, refutou hoje (sexta-feira) informações segundo as quais o seu partido estaria a realizar "manobras" para o adiamento das eleições autárquicas, previstas para este ano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Alexandre Sebastião, da CASA-CE

Foto: Clemente dos Santos

Presidente do grupo parlamentar do MPLA, Américo Cuononoca

Foto: Clemente dos Santos

Segundo o político, o MPLA não tem medo das eleições autárquicas, “antes pelo contrário é o partido que mais está interessado em concretizar esse imperativo constitucional e cumprir uma promessa do Titular do Poder Executivo, João Lourenço, durante a campanha eleitoral” (2017).

Américo Cuononoca falava à imprensa, no final da conferência dos presidentes dos grupos parlamentares, que definiu a agenda para a realização da próxima reunião plenária da Assembleia Nacional do dia 23 deste mês.

O parlamentar disse que o MPLA está pronto para enfrentar as eleições autárquicas, lembrando que nas eleições gerais de 2017, o partido no poder venceu na maior parte dos municípios do país.

As eleições autárquicas estão previstas para o ano em curso (2020) e, dada a sua relevância, deve ser uma das questões centrais desta sessão legislativa que encerra em Agosto próximo.

O líder do PRS, Benedito Daniel, sublinhou que as eleições autárquicas em momento algum foram anuladas.

Alexandre Sebastião, da CASA-CE, notou que as eleições autárquicas não podem ser vistas como um empecilho, porque fazem parte do processo democrático.

Na sua óptica,  um Estado democrático é aquele que transfere os poderes do centro para a periferia.    

Por sua vez, Liberty Chiaka, da UNITA, que se estreia nas conferências dos presidentes dos grupos parlamentares, acredita que o compromisso feito pelo Estado deverá ser assumido nos debates na especialidade, previstos para os meses de Fevereiro e Março.

“Apesar de alguma pressão, acreditamos que existe tempo e vontade política para a concertação”, concluiu.

Assuntos Angola   MPLA   Parlamento  

Leia também
  • 10/01/2020 18:03:11

    Município dos Bundas interrompe emissão do BI

    Luanda - O Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos anunciou nesta sexta-feira, em Luanda, a interrupção do normal funcionamento do serviço de emissão de Bilhete de Identidade (BI) na Repartição de Identificação Civil e Criminal no município dos Bundas, província do Moxico.

  • 10/01/2020 17:36:52

    AN aprecia proposta de Lei sobre poder das autoridades tradicionais

    Luanda - As propostas de Lei sobre as Instituições do Poder Tradicional, como a Expropriação por Utilidade Pública vão à discussão e votação, na generalidade, na próxima reunião plenária da Assembleia Nacional (AN), agendada para dia 23 deste mês.

  • 10/01/2020 00:13:44

    Síntese das principais notícias

    Luanda - A Agência Angola Press, Angop E.P, incluiu na sua emissão das últimas 24 horas, entre outros, os seguintes assuntos: