Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

20 Janeiro de 2020 | 08h59 - Actualizado em 20 Janeiro de 2020 | 20h09

Reino Unido: Londres abre-se a África

Londres (Do enviado especial) - A cidade de Londres estará, nesta segunda-feira, no centro dos holofotes mundiais, com a realização de um mega evento que promete relançar a parceria estratégica entre o Reino Unido e os países africanos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Reino Unido: Um detalhe da cidade de Londres

Foto: Cedida

Reino Unido: vista de uma artéria da cidade de Londres

Foto: Cedida

Durante todo o dia, líderes políticos de África discutirão com as autoridades do Reino Unido as novas formas de investimento, no quadro de uma política diplomática do país europeu, que põe o "continente berço" no centro das suas prioridades.

Nesta segunda-feira, como de resto já se tornou hábito há centenas de anos, vários povos e culturas vão cruzar-se em Londres, palco da Cimeira de Investimento Reino Unido-África, provavelmente o último grande evento realizado por este país antes da consumação do Bréxit.

Londres abre, assim, as suas portas a África, parceira de longa data, que tem, doravante, garantias de um investimento mais efectivo das autoridades do Reino Unido.

Mas, afinal, quais são as principais curiosidades e pontos de interesse de Londres, a cidade que, nas próximas 24 horas, se tornará a "capital dos investidores britânicos"?

Londres por dentro

A capital da Inglaterra é uma das mais vibrantes e históricas do planeta, com múltiplas atrações para o dia e para noite, em bairros descolados, do centro à periferia.

É um dos maiores, mais importantes e influentes centros financeiros do mundo.

Só o centro de Londres, por exemplo, abriga a sede de mais da metade das 100 melhores companhias do Reino Unido.

A cidade, cheia de atractivos e curiosidades, mistura o passado e o presente como poucas no mundo. Com vários atractivos turísticos carregados de cultura, história e lazer, preserva, ao mesmo tempo, catedrais, monumentos e o Palácio Real.

A cidade exibe inúmeros pubs (tradição para qualquer britânico), bares, restaurantes, boates, festivais de rua e shoppings, com opções para todos os gostos.

Como há muitas coisas a acontecer ao mesmo tempo, em Londres é frequente ver visitantes perdidos quando montam um roteiro para a cidade, cheia de atracções.

Big Ben

Um dos marcos mais famosos da cidade e do mundo é o Big Ben. Trata-se de uma torre do Palácio de Westminster, sede das duas câmaras do Parlamento Britânico, onde está localizado o grande relógio - além de um sino de 14 toneladas.

O relógio deu as suas primeiras badaladas em 1859 e até hoje elas são transmitidas com pontualidade (um símbolo britânico) por uma das emissoras de rádio da BBC. Totalmente confiável, o Big Ben já suportou grandes nevascas e os bombardeios alemães durante a Segunda Guerra Mundial.

Apesar de estarem em curso alguns reajustes na torre, desde 2017, é possível apreciar a beleza arquitectónica e histórica do monumento. 

Westminster Abbey

Outro local de interesse é a Westminster Abbey (ou Abadia de Westminster), catedral anglicana que serve de palco para casamentos e demais cerimónias reais, há mais de mil anos. Foi lá que o Príncipe William se casou com Kate Middleton, em 2011.

O local não é apenas uma atracção turística, sendo, também, uma igreja em funcionamento, que oferece missas e demais serviços religiosos diariamente.

Também é possível fazer um tour pelos seus interiores, mediante ingresso pago, e conhecer as diversas curiosidades do local. Infelizmente, fotografar dentro é proibido.

A catedral fica aberta para visitas de segunda a sábado, das 9h:30 às 15h:30. O horário estende-se até às 18h, às quartas, e termina mais cedo aos sábados (13h:30).

Outro ponto de interesse e passagem obrigatória é o Palácio de Buckingham, a residência oficial da Rainha Elisabeth II.

Além de símbolo da monarquia britânica, é um ponto turístico imperdível que atrai milhares de visitantes todos os dias do ano.

Uma curiosidade é que, na prática, a rainha não passa todos os dias no local, pois prefere o castelo de Windsor ou fica na Escócia sempre que pode.

Mesmo assim, é lá que a rainha recebe os chefes de Estado, grandes nomes da política mundial e outros convidados especiais.

Geralmente, a visitação é bem restrita e ocorre em períodos específicos, mediante um agendamento com bastante antecedência. Contudo, é possível conferir de graça algo igualmente interessante: a famosa troca de guarda. 

Essa cerimónia tradicional tem duração aproximada de uma hora e acontece diariamente de Abril a Julho, às 11h:30. No restante do ano, ocorre a cada dois dias, excepto quando há chuva intensa. São muitos os turistas que a querem fotografar, sobretudo no verão.

London Eye

O London Eye é outro ponto obrigatório para visitas. Localizado nas margens do Rio Tâmisa, em frente ao Big Ben, é uma atracção turística única.

Trata-se de uma das maiores e mais românticas rodas gigantes do mundo, com 135 metros de altura, 360 graus de vista panorâmica e 3,5 milhões de visitantes por ano.

A estrutura é composta por 32 cápsulas, que representam os distritos da capital inglesa.

Cada uma tem capacidade para 25 pessoas (mas é possível alugar uma privativa) e traz tablets interactivos com fotos e informações.

Os ingressos podem ser comprados no local ou on-line, mais baratos, e os preços variam conforme a época. No geral, o valor mínimo que se paga por um bilhete adulto é de 27 libras esterlinas - aproximadamente 125 reais.

Entre os pontos de interesse de Londres, estão, igualmente, as ruas de Camden Town, consideradas paraíso alternativo da cidade.

É o local ideal para quem busca um passeio menos tradicional ou até mesmo exótico.

É lá que as pessoas mais “descoladas” da capital inglesa se reúnem para comprar, fazer piercings e tatuagens, frequentar pubs, bares ou boates e até passear pelas calçadas.

Situado na região Nordeste da cidade, no distrito de Camden, o local é famoso pelos seus mercados que vendem absolutamente de tudo: desde novidades até objectos antigos e artigos para coleccionador. Os preços costumam ser acessíveis.

Assuntos Angola   Investimentos  

Leia também
  • 20/01/2020 18:09:34

    Reino Unido reitera apoio a África

    Londres (Do enviado especial) - O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, declarou nesta segunda-feira, em Londres, que o futuro do mundo estará em África e o seu país está pronto para ajudar os povos africanos com parcerias sustentáveis.

  • 20/01/2020 13:50:15

    Reino Unido: Cimeira de Investimento já decorre

    Londres (Do enviado especial) - A Cimeira de Investimento Reino Unido-África iniciou-se na manhã desta segunda-feira, na cidade de Londres, com um discurso do primeiro-ministro deste país europeu, Boris Johnson, virado para o reforço da parceria estratégica.

  • 20/01/2020 13:37:10

    Investigações "destapam" negócios de Isabel dos Santos

    Luanda - O jurista angolano Albano Pedro afirmou nesta segunda-feira que a divulgação do "Luanda Leaks" vai permitir ao Estado angolano ter uma dimensão clara da extensão dos negócios da empresária angolana Isabel dos Santos à escala internacional.