Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

07 Fevereiro de 2009 | 14h16 - Actualizado em 07 Fevereiro de 2009 | 14h19

Obras de restauro do Aeroporto 4 de Fevereiro prosseguem a bom ritmo

Modernização

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Obras de reabilitação e ampliação do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro

Luanda - As obras de reabilitação e ampliação do Aeroporto Internacional de Luanda, iniciadas a cerca de três semanas com a construção de um novo parque de estacionamento de viaturas, prosseguem a bom ritmo, constatou hoje a Angop durante uma ronda efectuada no local.

O recinto provisório do parque, já com a camada de asfalto, está a ser construído pela empresa brasileira Odebrecht no espaço onde
anteriormente se encontrava situado o jardim frontal ao Aeroporto 4 de Fevereiro, tendo o mesmo uma capacidade para mais de 800
viaturas.

Na primeira semana, a construtora removeu o coberto vegetal do espaço (árvores, relva, plantas e arbustos), as cadeiras, postos
luminosos, cabos eléctricos, blocos de betão e outros objectos que permitiram a cobertura do local das obras.


Sete dias depois, começou-se a fazer o enchimento do solo e compactação do mesmo para que se adapte a receber a primeira e segunda camadas de asfalto, trabalho que está a ser efectuado no decurso desta semana.

A obra, propriedade do Governo angolano através da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (ENANA), está a ser executada pela Odebrecht, que opera no país há 25 anos (1984-2009), sob fiscalização da Dar Al Handasah, shair and partners.


Para o referido projecto, a ENANA foi igualmente autorizada a celebrar um contrato com a "Somague Engenharia", segundo resolução saída também da sessão do Conselho de Ministros de 29 de Outubro último, que se vai encarregar da ampliação e remodelação do terminal de passageiros.


O projecto, a ser executado em 12 meses, segundo o ministro angolano dos Transportes, Augusto Tomás, vai aumentar ainda o número de salas de embarque, balcões, tapetes para recepção de bagagens, bem como a capacidade de atendimento de passageiros de 400 para 1000 por hora.


Além da edificação de uma nova sala de recepção de passageiros e o aumento da capacidade do parque de estacionamento, será igualmente restaurada a zona de saída de aeronaves, visando minimizar os congestionamentos que se verifica no placa e no momento de aproximação ao aeroporto.


No quadro do projecto de beneficiência do aeroporto, prevê-se ainda a construção dos taxiways (saída de aeronaves), ampliação das pistas de rodagens, construção do estacionamento externo, assim como a modificação e ampliação das vias de acesso, a cargo da Odebrecht. 


No âmbito da ampliação e reabilitação do aeroporto de Luanda, a empreiteira brasileira vai encarregar-se igualmente da construçãodas pistas de rodagens C, C1 e C2, bem como a de rodagem paralela ligando a C1 e C2 do referido espaço aeroportuário.

Neste momento, observou a Angop, nas pistas de rodagem estão a ser efectuados trabalhos de remoção de terras e outros inertes, para de seguida realizar-se a compactação do terreno onde se depositará o lençol asfáltico.

As obras de requalificação do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, visam também aumentar o número da movimentação de passageiros de um milhão e 200 mil pessoas para três milhões e 600 mil, num investimento estimado em 74 milhões de dólares norte-americano. 


 
A ENANA está a levar a cabo um projecto que visa a reabilitação e ampliação de serviços em 30 instituições aeroportuárias (aeroportos e aeródromos) do país de grande média e pequenas dimensões, estado disponibilizado para o efeito cerca de 400 milhões de dólares, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP).