Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

19 Fevereiro de 2014 | 19h58 - Actualizado em 20 Fevereiro de 2014 | 19h26

Torre de controle e edifício da administração do novo aeroporto concluídos

Luanda - As infra-estruturas da torre de controle e o edifício de administração aérea do novo aeroporto internacional de Luanda, em construção, na comuna de Bom Jesus, estão concluídas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Foto: Pedro Parente

Torre de Controlo do novo aeroporto internacional de Luanda

Foto: Pedro Parente


Esta informação foi dada hoje, quarta-feira, pelo representante geral da  empresa construtora China International Fund Limited em Angola, Ju
Lizhao, quando apresentava o estágio de construção do novo aeroporto internacional de Luanda, no quadro da visita do Presidente da República, José Eduardo dos santos, à infra-estrutura.

Segundo afirmou, a estação de radar meteorológico e estação de radar para
navegação e controle aéreos estão concluídos na estrutura principal.

Em relação às obras do terminal principal, com a configuração de "mão", fez saber que as estruturas metálicas principais foram montadas, bem como está em curso a montagem da cobertura metálica.

Deu a conhecer que o terminal Vip foi concluído na parte principal, faltando
apenas o seu apetrechamento.

De igual modo, o centro de bombeiros está concluído, faltando o mobiliário e
equipamentos especiais. A central de climatização, a subestação central, estação de abastecimento de água, armazém de carga postos de bombeiros e edifício de fiscalização também foram acabadas - disse o responsável.

Adiantou que o arruamento do aeroporto ocupa 400 mil metros quadrados, dos quais 85 porcento estão concluídos, ao passo que 15 porcento dos 1.600.000 metros quadrados de paisagismo verde foram trabalhados.  

Até ao momento foram instalados 64 mil 500 quilómetros de tubos e cabos ao
lado do arruamento ocupando 68.5 porcento do volume de trabalho.

Em relação às operações no aeroporto, no futuro, o ministro dos Transportes, Augusto Tomás, disse, hoje, que pelo menos quinze milhões de pessoas poderão passar anualmente pelo local, dos quais 10 milhões de passageiros em carreira internacional e os restantes cinco milhões em tráfego doméstico

O governante que falava à imprensa, no quadro da visita do Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, adiantou que a transferência de passageiros nas horas de pico será de quatro mil 932 pessoas.

Com uma capacidade de 50 mil toneladas de carga por ano, a a infra-estrutura comportará 31 mangas, sendo 21 para vôos internacionais e 10 para vôos domésticos, num projecto que prevê ser o maior da África central e Ocidental, bem como está a ser projectado para ser uma plataforma logística e aeroportuária na região - realçou o governante.

Na sua óptica, a construção do novo aeroporto enquadra-se no programa mais amplo do Governo angolano, visando a reabilitação e modernização dos aeroportos do país.

Considerou que o programa de acção do Governo visa um desenvolvimento auto-sustentável do país, tornar a economia competitiva e sobretudo que essa economia sirva os interesses de Angola e dos angolanos.

O novo aeroporto internacional está a ser erguido a 40 quilómetros do centro de
Luanda, numa área de 1.324 hectares e terá duas pistas duplas, das quais, a da zona sul, com capacidade de aterragem do maior avião comercial do mundo, o Airbus A380

A ENANA, empresa adstrita ao Ministério dos Transportes de Angola tem vindo
a levar a cabo desde 2009 um programa de reabilitação de aeroportos em todo o território nacional.

Angola tem actualmente quatro aeroportos internacionais, isto é, o "4 de Fevereiro de Luanda" e o da Huíla. Os do Namíbe e Catumbela aguardam por certificação.  

Assuntos Aeroportos  

Leia também