Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

03 Janeiro de 2018 | 16h09 - Actualizado em 03 Janeiro de 2018 | 17h46

Retrospectiva 2017: Centralidade habitacional de Ondjiva eleva-se no Cunene

Ondjiva - O início da construção da centralidade habitacional de Ondjiva, com 212 apartamentos T3, destacou-se dos acontecimentos de 2017, na província do Cunene.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial de uma das centralidades do país (arquivo)

Foto: Cedida

(Amilton Ilidio e Claudio Neto)

Localizada em Ekuma (arredores de Ondjiva), a centralidade começou a ser erigida em Agosto numa área de 15 hectares. Nesta fase inicial, serão construídos 212 apartamentos em 14 edifícios de quatro pisos.

No final, haverá no local três mil residências, 12 unidades comercias, um posto policial e uma escola primária.

A centralidade vai dispor de parque de estacionamento para 466 viaturas e zona verde de oito mil e 388 metros quadrados.

Em Dezembro último, foram entregues 32 casas sociais T3 a funcionários públicos no município do Cuanhama, no âmbito do subprograma de construção de 200 fogos habitacionais, onde 100 casas já se encontram habitadas.

A par desta acção, os habitantes do Cunene assistiram às inaugurações da nova sede do governo provincial, com cinco pisos, do palácio provincial e da Casa da Cultura.

O edifício de 33 compartimentos alberga todos serviços administrativos das direcções do governo. A sua construção, com mil 286 metros quadrados na parte frontal, mil 240 no rés-do-chão e mil 718 metros quadrados por cada piso, ficou orçada em 991 milhões 826 mil 786 kwanzas.

O palácio, de um piso, foi erguido em 12 meses numa área de mil 520 metros quadrados com 22 divisórias, entre as quais 11 quartos. Ficou orçado em 993 milhões 458 mil 51 Kwanzas.

A Casa da Cultura, com dois pisos, comporta um museu, salas de leituras, espaço de multimédia, anfiteatro e mediateca, numa área de 197.14 metros quadrados e orçou 490 milhões 572 mil 737 kwanzas.

Em Agosto de 2017, foi aberta a mediateca Dr. António Didalelwa em Ondjiva. Construída no bairro do Caculuvale, arredores de Ondjiva, num espaço de dois mil e 588 metros quadrados, pode atender duas mil pessoas por dia.

Além destas infraestruturas, iniciou-se a reparação de 80 quilómetros do troço rodoviário Ondjiva-Omala, em Julho de 2017, numa empreitada orçada em seis biliões 968 milhões 78 mil 537 kwanzas. A estrada terá um perfil transversal e 10 metros de largura.

Em relação à saúde, 12 novos centros médicos começaram a funcionar nos seis municípios da província, aliada à entrega de 30 autocarros que realizam serviços inter-municipal e inter-provincial.

No sector das águas, realizaram-se mais de 90 novas ligações domiciliares nos bairros de Ondjiva, com realce para as áreas do Cafitu I, II, Naipalala e Pioneiro Zeca.

Com as novas ligações, a província do Cunene passou a contar com seis mil e 312 consumidores, distribuídos pelos municípios do Ombadja, Cuanhama e Namacunde.

Quanto ao sector energético, em 2017, mil e 940 habitantes, no bairro de Onahumba II, arredores da cidade de Ondjiva, beneficiaram do fornecimento de energia eléctrica, com a inauguração da primeira fase do projecto eléctrico para o bairro, com 387 moradias T2.

A rede de média tensão é alimentada pela central térmica de Ondjiva, numa linha de 30 quilowatts com um posto de transformação de 250 kVA, num pojecto do governo local de 78 milhões 137 mil 700 kwanzas.

Sobre agricultura, famílias camponesas dos municípios do Cunene receberam duas mil 500 charruas de tracção animal para lavrar 260 hectares que deverão dar uma colheita de 170 mil toneladas de cereais.

No município do Curoca, na sequência, 700 jovens foram engajados num projecto de iniciativa privada denominada Agro-pecuário Esopak, para o cultivo de massango, cana-de-açúcar e milho, em quatro mil hectares.

O projecto visa o cultivo da cana-de-açúcar e sua transformação em açúcar e o aproveitamento industrial do milho para a produção de farinha de milho (fuba).

Leia também
  • 19/10/2018 12:54:40

    Lunda Sul facilita construção de residências

    Saurimo - As administrações municipais na Lunda Sul devem garantir a gratuidade da declaração de titularidade, licença e planta de construção na cedência de terrenos a jovens e famílias de baixa renda - orientou hoje o governador provincial, Daniel Neto.

  • 04/10/2018 15:14:04

    Centralidade do Zango 8000 recebe primeiros moradores

    Luanda - Os três primeiros moradores do projecto habitacional Zango 8000, em Luanda, que concorreram pela função pública entre Agosto e Setembro de 2017, receberam hoje as chaves das suas residências.

  • 03/10/2018 18:08:32

    Governador defende operacionalização dos equipamentos do INEA

    Ondjiva - O governador da provincial do Cunene, Virgílio da Ressurreição Tyova, advogou nesta terça-feira, em Ondjiva, a necessidade da operacionalidade dos equipamentos e meios técnicos postos à disposição do Instituto de Estradas de Angola (INEA), visando contribuir na manutenção da rede viária.

  • 02/10/2018 19:39:49

    Vice-governador defende manutenção periódica dos diques de protecção

    Ondjiva - O vice-governador para o sector técnico e infraestrutura do Cunene, Feliciano Salomão Himulova, defendeu nesta terça-feira, a necessidade da manutenção periódica dos diques de protecção contra enchentes e das valas de drenagem de Ondjiva.