Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

23 Dezembro de 2018 | 11h18 - Actualizado em 23 Dezembro de 2018 | 11h17

Facilitada circulação entre Vieira e Sangondo no Moxico

Luena - A abertura, este sábado, de uma ponte de betão sobre o rio Luena facilitará, doravante, a circulação de mais de cinco mil pessoas residentes nos bairros Sangondo e Vieira, arredores da cidade do Luena, na província do Moxico.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Moxico: Governador do Moxico, Gonçalves Muandumba, inaugura pedonal sobre o rio Luena

Foto: David Dias

Moxico: Pedonal facilita circulação entre Sangondo e Veira

Foto: David Dias

De 142 metros de cumprimento e 1,70 de largura, a infra-estrutura, inaugurada pelo governador Gonçalves Muandumba, custou 35 milhões de kwanzas e tem capacidade para 8,5 toneladas.

A sua construção durou três meses, a cargo da empresa nacional “Nassamba”, e destina-se apenas a passagem de peões e motociclos de duas e três rodas.

Leia também
  • 15/12/2018 15:53:26

    Estrada Luau/Cazombo reabilitada a partir de Janeiro

    Luena - A reabilitação da estrada que liga a sede municipal do Luau e Cazombo (Alto Zambeze), numa extensão de 177 quilómetros, arranca em Janeiro de 2019, anunciou hoje, sábado, no Luena, o ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida.

  • 03/11/2018 14:02:52

    Asfaltagem do troço que dá acesso a Escola Politécnica inicia este mês

    Luena - As obras da asfaltagem da estrada que liga a cidade do Luena à Escola Superior Politécnica do Moxico (ESPM), afecta a Universidade José Eduardo dos Santos (UJES), no sentido leste, começam este mês (Novembro), anunciou hoje, sábado, o vice-governador provincial para o sector político, económico e social, Carlos Alberto Masseca.

  • 02/10/2018 18:34:06

    Inquilinos recusam-se ocupar casas nos projectos habitacionais

    Ndalatando - Arrendatários das casas sociais, construídas durante a primeira fase do programa de edificação de 200 fogos habitacionais em nove dos 10 municípios da província do Cuanza Norte, recusam habitar nelas, por falta de serviços sociais básicos, como energia eléctrica, água, saneamento básico, postos de saúde e escolas.