Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

14 Março de 2018 | 15h14 - Actualizado em 14 Março de 2018 | 15h14

Bengo: Governadora constata preocupações dos munícipes de Nambuangongo

Caxito - A paralisação de obras de impacto social no município de Nambuangongo constitui a principal preocupação da população desta região da província do Bengo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A constatação foi feita pela governadora provincial do Bengo, Mara Baptista Quiosa, que nesta terça-feira, trabalhou em Nambuangongo para constatar e auscultar os principais problemas que afligem às populações locais.  

Em declarações à imprensa, no final na sua primeira visita de trabalho ao município de Nambuangongo, a governante prometeu convidar o ministro da Construção para junto do empreiteiro (Engevia) saber os motivos da paralisação das obras da estrada Onzo/Muxaluando, paralisadas há quatro anos, e encontrar soluções para conclusão do projecto.

Declinou qualquer responsabilidade do Governo do Bengo no atraso das referidas obras que são de subordinação central, apesar de constar no orçamento da província para 2018. 

Mara Quiosa disse ser necessário reabilitar as vias inter-comunais para facilitar o escoamento da produção agrícola para os centros de vendas.

Revelou, por outro lado, que Nambuangongo tem 72 casas dos 200 focos habitacionais por terminar, referindo que da concertação efectuada com o Ministério do Urbanismo tomou-se a decisão de entregar as residências inacabadas aos munícipes que, dentro das suas possibilidades financeiras, consigam concluir as obras para serem habitadas.

As obras dos 200 focos habitacionais tiveram início em 2012 nas comunas do Gombe, Zala, Cagi Mazumbo, Kicunzo, Quixico e na Sede municipal (Muxaluando), mas até agora não terminaram.

Admitiu haver ainda constrangimentos no projecto do reforço de abastecimento de água a Muxaluando (sede municipal), sobretudo no sistema de tratamento e distribuição domiciliária, que aguarda a sua conclusão.

A governante deu nota positiva ao estado de conservação da escola do II ciclo, com 12 salas de aulas, construída há mais de cinco, assim como o hospital municipal de Nambuangongo, que tem capacidade de internamento para 102 camas e funciona com normalidade.

Com uma extensão de cinco mil e 603 quilómetros quadrados, o município do Nambuangongo tem uma população estimada em 61 mil e 24 habitantes, maioritariamente camponesa.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 01/03/2018 13:42:38

    Planos directores podem acabar com ocupação ilegal de terrenos

    Caxito - A ministra do Ordenamento do Território e Habitação, Ana Paula de Carvalho, disse hoje, quinta-feira, em Caxito, ser necessária a adopção de planos directores e de ordenamento do território em todas as localidades do país, para se pôr termo à ocupação ilegal de terrenos e a construção desordenada e clandestina.

  • 10/05/2017 17:48:16

    Bengo: Munícipes do Dande recebem lotes de terreno

    Barra do Dande - Oitenta e quatro lotes de terreno destinados a auto-construção dirigida, foram entregues hoje, quarta-feira, nesta localidade, à famílias que residem na margem da foz do rio Dande.

  • 18/02/2017 19:09:58

    Bengo: Automobilistas satisfeitos com obras de reabilitação da estrada Caxito/Luanda

    Caxito - Os automobilistas que circulam na estrada nacional número 100 (Luanda/Caxito/Uíge) mostraram-se hoje, sábado, satisfeitos com as obras de restauração da estrada que está a contribuir na mobilidade rodoviária.