Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

23 Agosto de 2018 | 18h47 - Actualizado em 23 Agosto de 2018 | 18h46

General lança primeira pedra para construção do memorial da batalha da Cahama

Cahama - O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), António Egídio de Sousa Santos, procedeu hoje, quinta-feira, no município da Cahama, província do Cunene, o lançamento da primeira pedra para a construção do memorial da batalha da Cahama.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), general, António Egídio de Sousa Santos.

Foto: Gaspar dos Santos

A construção do memorial, uma iniciativa do governo do Cunene, será erguido num período de seis meses, tem como objectivo homenagear os soldados do Comando da 2ª Brigada das Ex-FAPLA estacionada no município da Cahama, tombados na batalha de resistência de ocupação sul-africana no país, em 1984.

O monumento a ser erguido na sede do município da Cahama, a 178 quilómetro de Ondjiva, será composto por uma base compacta em forma de estrela e um agrupamento de figuras de soldados alinhado com mapa de Angola.

Na ocasião, o chefe do Estado-Maior General das FAA fez saber que o memorial serve para as novas gerações conhecer os vários percursos históricos do país desde os primórdios da luta pela independência nacional até a conquista da paz efectiva a 4 de Abril de 2002.

Egídio Santos louvou a iniciativa do governo do Cunene na construção do memorial, pois é deste modo que se pode perpetuar a história de Angola e o local irá servir de motivo de estudo e pesquisa para os historiadores.

Por seu turno, o governador do Cunene, Kundi Paihama, disse que a nova geração deve conhecer os vários monumentos da história do país e, é através da construção de monumentos que de forma inequívoca se pode manter o passado em harmonia com o presente.

Lembrar que foi nesse local, onde a 13 de Junho de 1984, o ex-presidente da República José Eduardo dos Santos, na qualidade de Comandante-em-Chefe, deslocou-se ao Comando da 2ª Brigada das FAPLA estacionada na Cahama, com o objectivo de confraternizar-se com os soldados que defendiam com bravura essa parcela do território nacional sobre ameaça de ocupação das forças sul-africana na altura.

O município da Cahama recorde-se, foi considerado durante sete anos, palco da batalha de resistência da ocupação sul-africana no país.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também