Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

28 Agosto de 2018 | 22h16 - Actualizado em 28 Agosto de 2018 | 21h56

Estrada Lucala/Samba Caju beneficia de trabalhos de tapa buracos

Ndalatando - Cerca de 40 dos 60 quilómetros de estrada, que liga Lucala ao Samba Caju, na província do Cuanza Norte, estão a ser intervencionadas, numa operação de tapa buracos, visando a melhoria da circulação no referido troço, apurou esta terça-feira à Angop.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte:Estrada Lucala/Samba Caju beneficia de trabalhos de tapa buracos

Foto: Diniz Simão

Cuanza Norte: Encarregado de obras da empresa Agrobal, David Nunes

Foto: Diniz Simão

Os trabalhos estão a ser executados pela empresa Agrobal, que está intervir nos 40 quilómetros considerados críticos dos 60 que compõem o referido troço, com o financiamento do Fundo Rodoviário de Angola.

Em declarações à Angop, no local, o responsável da empreitada, David Nunes, esclareceu que o trabalho paliativo de tapa buracos, teve início em Maio, último, termina dentro dos próximos três meses, o que vai melhorar a circulação rodoviária no referido trajecto.

Aclarou que a acção consiste na recelagem dos buracos existentes na via, causados pelas chuvas e pela degradação do asfalto, com rochas asfáltica.

Indicou que desde o início do processo o troço beneficiou primeiramente de limpeza e desmatação das bermas, estando neste momento a ser colocado asfalto nos buracos existentes, nos dois sentidos.

Segundo o responsável, este trabalho paliativo, quando for concluído, contribuirá para a melhoria da mobilidade, do conforto e da segurança dos automobilistas que circulam entre Lucala e Samba Caju.

“Quando terminar vamos ter uma estrada boa, a circulação será normalizada, não teremos uma estrada nova, mas uma que vai facilitar o tráfego já que os buracos que criavam constrangimentos à circulação serão todos tapados”, sublinhou.

Interpelados pela Angop, utilizadores da via manifestaram-se satisfeitos com os trabalhos em curso, considerando que vão facilitar a circulação de viaturas.

Para António Manuel, taxista que faz a rota Ndalatando/Ambaca, a empreitada contribuirá para uma melhor circulação dos automobilistas e evitará danos às viaturas.

"Trabalhos do género são de louvar, uma vez que os buracos existentes nesta via criam dificuldades aos condutores", salientou.

João Quilembe, camionista, referiu que a acção vai incultar o tempo de viagem entre Ndalatando e Uíge, que já era feito em três horas e que aumentou para cinco devido os buracos na estrada.

O mesmo defendeu a necessidade da continuidade da operação de tapa buracos para permitir a conservação das vias e se evitar, igualmente, acidentes.

A empreitada garantiu emprego a 33 jovens.

O troço integra a via Lucala/Samba Caju/Negaje e faz parte da Estrada Nacional 120, que começa em Noqui, província do Zaire, atravessa as províncias do Uíge e Cuanza Norte, em direcção ao Cunene. Passa pelo Huambo, Cuvango, Cuvelai e Ondjiva, terminando na fronteira sul, em Santa Clara. A sua extensão é de mil e 500 quilómetros.

Leia também