Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

02 Outubro de 2018 | 17h53 - Actualizado em 03 Outubro de 2018 | 15h02

Relançada obra da passagem de nível da Avenida Hoji Ya Henda

Luanda - A construção da passagem de nível superior do Caminho-de-Ferro de Luanda (CFL), no cruzamento com a Avenida Hoji Ya Henda, município do Cazenga, paralisada há 19 meses por falta de verbas, foi hoje (terça-feira) relançada pelo ministro da Construção e Obras Pública, Manuel Tavares de Almeida

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Manuel José da Costa Molares D?Abril, Secretário de estado da construção (arquivo)

Foto: Domingos Nicolau

Em declarações à imprensa, o secretário de Estado da Construção, Manuel José da Costa Molares D’Abril, referiu que agora estão criadas as condições financeiras e de realojamento das restantes sete famílias, para a obra prosseguir com previsão de término de oito meses ininterruptos.

Segundo disse, a empreitada cujo auto de consignação aconteceu em 2014, está em condições de iniciar com vista a sua conclusão.

As obras da passagem de nível iniciaram em Março de 2015, com um prazo de execução de 24 meses na qual foram executados os trabalhos num período de 20 meses, com um contrato inicial de 2.588.000.000 de kwanzas.

A empreitada localizada entre os municípios do Cazenga e o distrito urbano do Rangel, fará a ligação para os municípios de Viana, Cacuaco para o centro da cidade, sendo também um dos eixos de ligação para o Novo Aeroporto Internacional de Luanda (NAIL).

Os trabalhos consistem no desnivelamento da Avenida Hoji Ya Henda na zona do cruzamento do CFL através da construção de um viaduto em betão, cujo objectivo é diminuir significativamente o engarrafamento, aumentando a fluidez e a segurança rodoviária, resolução da interferência entre o trânsito rodoviário.

A obra tem um grau de execução física e financeira de 65 porcento e 55 porcento respectivamente, que após a sua conclusão o viaduto terá 83 metros de comprimento, largura de 22 metros e altura máxima de 8,36 metros.

Terá ainda passeio de dois metros transversal no viaduto e nos acessos, sete metros de faixas de rodagem transversal no viaduto e nos acessos, separador de 0,6 metros, berma de três metros transversal nos acessos, com 178 metros de extensão de acesso ao Rangel, 175 metros de extensão de acesso ao Cazenga e canteiro central de 1,4 metros.

Por outro lado, uma comitiva do Ministério da Construção e Obras Públicas liderada pelo seu titular da pasta, visitou ainda três edifícios em risco de desabar no centro da cidade, a fim de serem desocupados e demolidos.

Assuntos Construção Civil  

Leia também