Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

08 Fevereiro de 2019 | 12h43 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2019 | 16h56

Infra-estruturas da Centralidade da Caála em fase de acabamentos

Huambo - A ocupação das quatro mil residências erguidas na centralidade da Caála, província do Huambo, deverá acontecer tão logo estejam concluídas as obras de construção das infra-estruturas sociais, sobretudo de energia e água.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Pormenor da centralidade da Caála

Foto: Angop

Em declarações à Angop, o coordenador Comercial e Marketing da Kora-Angola, Crispim Raúl Costa, informou que esta parte da empreitada deverá terminar no primeiro semestre do próximo ano, altura em que a centralidade poderá começar a ser habitada.

Neste momento decorrem os trabalhos finais no sistema de tratamento e abastecimento de água, que deverá ser feito a partir do rio Konhongâmua, na estrada Huambo/Caála.

Em relação à energia eléctrica, a centralidade da Caála será abastecida pela Central do Belém, em construção, que funcionará através de aproveitamento Hidroeléctrico do Laúca, sendo que o processo de colocação das torres de condução dos cabos de alta tensão está já concluído.

Crispim Raúl Costa informou que decorre também a conclusão da rotunda de acesso ao projecto habitacional, a partir da estrada Huambo/Caála.

Explicou que maior parte das infra-estruturas já se encontram em fase conclusiva, encontrando-se, nesta altura, em fase de aprovisionamento dos equipamentos externos para que os edifícios estejam prontos para serem habitados.

Entre as 4001 habitações do tipo T3, constam 2.832 apartamentos, 808 Moradias duplex, 361 moradias térreas, além de 240  casas comerciais.

No novo projecto habitacional, cujas obras iniciaram em 2012, constam ainda três centros infantis, dois jardins-de-infância, três escolas primárias, duas do ensino secundário, um instituto de formação técnico-profissional, um centro de saúde e um complexo desportivo.

Lembrou que o processo comercial vai assemelhar-se ao da centralidade do Lossambo, inaugurada a 4 de Abril de 2017,  nos arredores da cidade do Huambo. Com 2009 moradias, obedece a três formas de aquisição: renda resolúvel, arrendamento e venda livre (pronto-pagamento), numa parceira entre o Governo e a empresa Kora-Angola.

Contudo, o coordenador Comercial e Marketing da Kora-Angola alertou à população, sobretudo aos jovens ávidos pelo sonho da casa própria, a evitar a entrega de valores monetários a particulares, por serem esquemas fraudulentos e burla (…).

 A par das centralidades do Lossambo e da Caála, a província do Huambo conta igualmente com a centralidade do Bailundo, com três mil moradias, neste momento, em fase de conclusão, também adjudicada a Kora-Angola.

Leia também
  • 07/02/2019 18:53:14

    Casas sociais serão redistribuídas

    Mbanza Kongo - As casas sociais inseridas no projecto "200 fogos habitacionais", que ao nível da província do Zaire foram distribuídas de forma incorrecta e algumas em estado de abandono serão desapropriadas e redistribuídas a famílias necessitadas.

  • 07/02/2019 15:30:29

    Chuvas abrandam obras na estrada Cuima/Cussy

    Caála - As obras na estrada Cuima/Cussy, que liga as províncias do Huambo e Huíla, conheceram, no inicio deste ano, um notável abrandamento, em consequência das fortes e constantes chuvas que se têm abatido.

  • 07/02/2019 11:14:49

    Obras da centralidade de Mbanza Kongo arrancam em breve

    Mbanza Kongo - A ministra do Ordenamento do Território e Habitação, Ana Paula de Carvalho, assegurou nesta quarta-feira, em Mbanza Kongo (Zaire) estarem reunidas as condições financeiras para o arranque efectivo, nos próximos dias, das obras de construção da centralidade local.