Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

28 Março de 2019 | 06h32 - Actualizado em 28 Março de 2019 | 01h13

Bengo: Obras do instituto superior retomam cinco anos depois de paralisação

Caxito - As obras do Instituto Superior Politécnico do Bengo, paralisadas desde 2014, retomaram recentemente, depois de ter sido desbloqueada a situação financeira que condicionava a execução.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O facto foi constado durante esta quarta-feira, durante uma visita efectuada à província do Bengo pelo grupo parlamentar da 6ª Comissão para a Saúde, Educação, Ensino Superior, Ciência e Tecnologias.

Com uma execução física na ordem de 70 por cento, o estabelecimento ocupa uma área de 14 mil metros quadrados. Tem a capacidade para albergar dois mil estudantes e conta com 34 salas de aulas, 10 laboratórios e 64 dormitórios.

Os parlamentares  inspeccionaram ainda as futuras instalações da Escola do Magistério Primário com 22 salas de aulas e com capacidade para albergar mais de mil alunos, cujas  obras estão paralisadas há três anos.

A infra- estrutura está com uma execução física na ordem de 85 por cento e dispõe de 32 dormitórios para albergar 256 estudantes em regime de internato, quatro laboratórios, uma biblioteca, enfermaria, sala de leitura,  centro de informática e quadra desportiva multiuso. O estabelecimento está a degradar-se, devido  o tempo que está paralisado.

No Centro de Reabilitação de Toxicodependentes com capacidade de internamento de 60 pacientes, os deputados foram informados sobre a possibilidade de se transformar algumas salas de aulas em dormitórios para albergar um número maior de pacientes.

Em declarações à imprensa,  a coordenadora  adjunta da 6ª Comissão Especializada da Assembleia Nacional, Evelize Fresta, disse que  algumas das  preocupações apresentadas  pelos parceiros sociais terão tratamento a nível da "Casa das leis",  enquanto outras serão tratadas a nível local.

A falta de lar (internatos) para os estudantes, transporte escolar, residências para docentes universitários, programas escolares em línguas nacionais,  carteiras nas escolas, aumento da quota de vagas no sector da saúde e educação, salários baixos e disparidades entre os professores, foram entre outras,  as preocupações apresentadas e que os deputados garantiram fazer chegar as entidades afins.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 25/02/2019 17:27:30

    Construção da conduta de água no Bengo concluída em Abril

    Caxito - As obras de construção da conduta de 400 milímetros, que vai interligar os centros de distribuição de água do Capari e do Panguila, na província do Bengo, e beneficiar 15 mil habitantes, serão concluídas em Abril próximo.

  • 11/02/2019 11:37:23

    Obras de reabilitação das ruas de Kibaxe retomam a 15 deste mês

    Caxito - As obras de reabilitação de sete dos 17 quilómetros de estradas das principais ruas de Kibaxe, sede do município dos Dembos, na província do Bengo, retomam a 15 deste mês, informou sábado o administrador municipal, Mateus Domingos Diogo Manuel.

  • 15/01/2019 17:06:22

    Escola de construção das FAA forma mais de mil efectivos

    Caxito - Mil 525 militares foram formados em construção civil na Escola Prática de Construção e Artes e Oficios das Forças Armadas Angolanas, localizada nas Mabubas, província do Bengo.