Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

26 Março de 2019 | 15h38 - Actualizado em 26 Março de 2019 | 15h37

Munícipes pedem reabilitação de ponte da Olímpio Macuéria

Luanda - Munícipes do Kilamba Kiaxi e Neves Bendinha, em Luanda, manifestaram hoje, terça-feira, o seu desagrado em relação ao atraso das obras de recuperação da ponte da rua Olímpio Macuéria, que desabou há um mês, em consequência da chuva e pedem que seja reabilitada.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ponte que liga Bairro Popular e Palanca na estrada nova desaba

Foto: Pedro Parente

A ponte, que liga o bairro do Palanca ao Neves Bendinha, desabou no dia 24 de Fevereiro em consequência da chuva que causou também quatro mortes.

Segundo constatou a Angop no local, técnicos do Governo da Província de Luanda vedaram a zona com chapas de zinco e colocadas duas portas, uma que dá acesso ao Kilamba Kiaxi e outra ao Neves Bendinha, para impedir a passagem de pessoas no local.

Apesar da abertura das portas ter facilitado a circulação existe, no entanto, o risco de acidentes, porque a zona adjacente a ponte está a ruir cada vez mais e a passagem de peões, que também foi afectada, torna-se perigosa.

No entanto, a abertura destas portas proporciona o refúgio de marginais que molestam os moradores que por ai circulam e se apoderam de bens alheios.

Dada a insegurança que isto representava, os munícipes forçaram as portas, para permitir a circulação com maior segurança, uma vez que impede que os marginais fiquem escondidos no interior

Alguns moradores contactados no local informaram à Angop que com a vedação e falta de circulação de viaturas os casos de delinquência aumentaram, principalmente, no período nocturno.

A Angop constatou também que algumas chapas de vedação de acesso a ponte começaram a ser furtadas.

Segundo os populares, nos últimos dias são muitos os casos de cidadãos que ficaram sem os seus bens, incluindo no período diurno.

Na altura do desabamento da ponte, fonte do Governo de Luanda  havia afirmando à imprensa que a ponte seria reposta dentro de dois meses, mas até ao momento os trabalhos não tiveram início.

Para permitir a circulação rodoviária, a administração municipal do Kilamba Kiaxi criou uma rua alternativa com desvio na rua A do Palanca até à Machado Saldanha, passando pelo parque Augusto Ngangula.

Além desta via alternativa existem outras no interior do bairro Palanca que vão dar na avenida Deolinda Rodrigues.

Com 9,50 metros de largura e uma extensão de cerca de três quilómetros, a rua Olímpio Macuéria inicia no largo junto ao hospital Sanatório e desemboca na Machado Saldanha, no bairro Neves Bendinha. A ponte permite a ligação entre o Kilamba Kiaxi e o Neves Bendinha.

Leia também
  • 05/02/2019 18:37:32

    Vias em reparação podem reabrir este mês

    Luanda - Várias ruas secundárias, entre as quais a Primeira Travessa da Avenida Comandante Gika, Avó Kumbi e Kimbango/Kalemba2, que estão a beneficiar de obras, mas paralisadas por escassez de dinheiro serão reabertas nos próximos dias.

  • 02/02/2019 13:31:10

    Governo de Luanda orienta reabertura de estradas

    Luanda - O Governo da Província de Luanda (GPL) orientou as administrações municipais a reabertura das estradas encerradas para reabilitação, mas cujas obras se encontram paralisadas por falta de financiamento.

  • 01/02/2019 11:23:46

    Criadas vias provisórias no interior dos bairros do Futungo e Talatona

    Luanda - As vias provisórias que vão ligar o distrito do Benfica, município de Belas, em Luanda, para outras zonas da cidade de Luanda começam a ser sinalizadas a partir da noite de hoje, sexta-feira, devido ao inicio da construção do viaduto na zona do Futungo, no Talatona.