Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

26 Agosto de 2019 | 13h45 - Actualizado em 26 Agosto de 2019 | 15h07

Automobilistas exigem melhorias na EN250

Balombo - Utentes da estrada nacional 250 (EN250), no troço que liga a província de Benguela a do Huambo, manifestaram hoje, segunda-feira, o seu descontentamento pelo avançado estado de degradação e exigem a sua reabilitação, por colocar em risco a integridade dos passageiros e a conservação das viaturas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Buracos na via pública (arquivo)

Foto: Rosário dos Santos

A via encontra-se completamente esburacada, sem sinalização a indicar os locais de maior perigosidade, fundamentalmente entre os municípios do Balombo (Benguela) e de Lounduimbali (Huambo).

Segundo os automobilistas, que falavam à imprensa, no Balombo, essa estrada já se encontra nesta condição há algum tempo, sem que ninguém mude o triste quadro.

Questionam o porquê do pagamento da Taxa de Circulação, se as estradas em que circulam encontram-se bastante degradadas e provocam danos elevados nas suas viaturas.

Apelam às autoridades que se faça uma intervenção urgente nesta estrada, para facilitar a transportação de mercadorias e da população.

Nelson Capita é camionista e usa essa via há cerca de 10 anos. Disse que num passado não muito distante o trânsito na EN250 era bastante fluído, mas a falta de manutenção, aliada as chuvas e ao peso das próprias viaturas, muitas vezes com carga acima do permitido, tornaram-na quase intransitável.

“Uma viagem entre o Lobito e a cidade do Huambo, de 315 quilómetros, que antes era feita em 4 ou 5 horas, hoje faz-se em cerca de 12”, lamentou.

O homem do volante pergunta sobre o destino dado ao dinheiro pago na referida taxa, uma vez que a nível dessa via, que é nacional, nada se vê em termos de intervenção.

Já Márcio Marcelo, igualmente automobilista, denunciou que meliantes têm-se aproveitado do estado da EN250, muito esburacada, sobretudo de noite, para escalarem os camiões e roubarem parte da carga.

“Aproveitam-se da marcha lenta das carrinhas e camiões, de noite, para assaltarem a carga”, frisou.

Solicitou às autoridades policiais o aumento do patrulhamento na zona, sobretudo no referido período.

Entretanto, a administradora municipal em exercício do Balombo, Lúcia Moisés, disse que o problema é real, mas que a sua solução não é de âmbito local.

Por isso mesmo, aproveitou igualmente a ocasião para apelar às estruturas centrais do governo que se olhe para esta via, tendo em conta as potencialidades agrícolas da região e a necessidade de escoamento dos produtos.

As estradas secundárias também estão bastante danificadas. Com efeito, disse, as autoridades locais já aprovaram um plano para as terraplenar, começando, ainda este ano, com os 30 quilómetros que ligam a sede municipal à comuna do Chindumbo.

Com uma população estimada em 163.714 habitantes, na sua maioria camponesa, o município do Balombo dista a 182 quilómetros da cidade de Benguela.

Leia também
  • 16/07/2019 12:35:49

    Vandalismo atrasa obras de terraplenagem da via rápida Lobito-Catumbela

    Lobito - O trabalho de terraplenagem da via rápida que vai ligar os municípios do Lobito e da Catumbela, na província de Benguela, registam algum atraso, devido a supostos actos de vandalismos contra os trabalhadores da empreiteira Sun-Estrada, soube hoje a Angop.

  • 02/07/2019 10:42:34

    Desobstruída passagem hidráulica do Bairro da Luz

    Lobito - A passagem hidráulica sob a linha férrea que atravessa o Bairro da Luz, na cidade do Lobito, província de Benguela, está já desobstruída, na sequência do processo de limpeza que beneficiou recentemente, visando escoar as águas pluviais, apurou hoje, terça-feira, a Angop.

  • 07/05/2019 16:04:12

    Obras no troço Lobito/Culango "perto" do fim

    Lobito - Os automobilistas que circulam na Estrada Nacional (EN100), entre Culango e Lobito, província de Benguela, poderão "suspirar de alívio", a partir de Junho, caso a construtora chinesa Sinomach conclua a asfaltagem de 39.1 quilómetros do troço.